Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autocarros articulados funcionam a meio gás

Alguns dos autocarros articulados recentemente adquiridos pelo Governo moçambicano para reforçar o transporte público de passageiros nas cidades de Maputo e Matola estão a funcionar a meio gás devido ao seu estado mecânico.

Trata-se de um lote de oito autocarros da empresa pública Transportes Públicos de Maputo (TPM), que começaram a operar na semana passada, e que foram adquiridos pelo governo como uma tentativa de aliviar o drama de transportes nas cidades de Maputo e Matola.

Um dos autocarros ficou paralisado, na manhã de segunda-feira, quando transportava mais de 200 passageiros, que seguiam com destino a baixa da cidade de Maputo.

Segundo Elídio Wate, passageiro que na altura da ocorrência se encontrava no interior do referido autocarro, o mesmo começou por abrandar a marcha e mais tarde ficou paralisado quando o motor começou a emitir muita fumaça, aparentemente devido a falta de água no radiador.

“Por isso, eu tive de tomar um chapa (transporte público privado) para Xikheleni e depois voltar com o mesmo carro para baixa”, disse Wate, acrescentando que essa ginástica custou um total de 15 meticais, valor suficiente para fazer uma viagem de ida e volta de casa para o serviço e viceversa.

Uma outra testemunha disse que a maioria dos passageiros que seguiam a bordo do autocarro avariado foi socorrida por uma outra viatura que apareceu no local transportando um grupo de mecânicos da empresa pública TPM.

“Mas dizem que os mecânicos não conseguiram reparar o autocarro”, disse Wate, citando um seu companheiro de viajem no autocarro avariado.

A aquisição destes autocarros articulados da marca MAN faz parte de uma série de medidas tomadas recentemente pelo Governo com vista a minimizar o problema da falta de transporte nas cidades de Maputo e Matola.

Actualmente, a empresa pública apenas consegue transportar menos de 10 por cento dos cerca de 900 mil passageiros registados nestas duas cidades, onde nem o transporte privado de passageiros é eficiente, razão pela qual vários cidadãos acabam seguindo pendurados em camionetas pertencentes a transportadores ilegais.

Com a entrada em funcionamento destas viaturas articuladas, a população das duas cidades respirou de alívio, uma vez que, na paragem por onde passam, os autocarros articulados têm capacidade para recolher todos os passageiros, com relativo conforto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!