Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autárquicas 2013: Angoche: ASSEMONA denunciou ilícitos eleitorais

Autárquicas 2013: Angoche: ASSEMONA denunciou ilícitos eleitorais

No município de Angoche (Nampula) onde a ASSEMONA e o seu candidato foram os segundos mais votados (superando o MDM) esta associação apresentou queixa de ilícitos eleitorais ao STAE local.

A ASSEMONA denunciou ao STAE em carta datada de 20 de Novembro de 2013 (dia da votação) que “o Administrador Eleitoral Distrital retirou embalagens de votos e entregou ao Partido Frelimo, que este procedeu a votação antecipada a seu favor e do seu candidato Américo Assane Adamugy e distribuiu a seus membros para introduzirem nas urnas fazendo o enchimento das mesmas” No dia seguinte, o STAE respondeu que recebeu a queixa e, porque a denúncia “tratando se de crime”, encaminhou o caso ao Ministério Público.

À carta, a ASSEMONA anexou boletins de voto que diz ter interceptado com membros da Frelimo prestes a introduzir nas urnas. Os casos foram participados no comando da PRM local.

Para a eleição de edil, alguns boletins apresentados pela ASSEMMONA têm os seguintes números: 030201008009, 030201008010 (ver foto), 030201031978, e 030201031977. Para a Assembleia Municipal têm os seguintes números: 030201021811, 030201021803, 030201021810, 030201021809, 030201031663, 030201031662 e 030201008709 A ASSEMONA apresentou dois exemplos.

Às 6h45 no dia da votação, antes das assembleias abrirem, um grupo de boletins de voto pré-votado a favor da Frelimo foram encontrados numa casa de um candidato da lista da Frelimo para a assembleia municipal – no bairro da Boleia – Emopesca. Às 8h00, um delegado ASSEMONA interpelou um eleitor que estava a depositar na urna, cinco boletins de voto para presidente e cinco para a assembleia, todos marcados para a Frelimo.

Desde a semana passada que o Boletim apresentou estes números ao STAE, através do chefe do Gabinete de Imprensa, Lucas José, para explicar se eles são verdadeiros e de que mesa foram retirados, mas ainda não obtivemos resposta.

Lucas José encaminhou o assunto para a senhora Josina, do STAE de Nampula que ainda não respondeu às nossas questões e agora não atende as ligações telefónicas. Voltamos a falar com Lucas José que voltou a nos remeter à mesma pessoa que não que não atende.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!