Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Áustria detém jovem de 14 anos por suspeita de terrorismo

As autoridades da Áustria detiveram, esta quarta-feira (29), um menino de 14 anos suspeito de estar a planear viajar à Síria e que tinha pesquisado na Internet como fazer bombas, informaram os promotores do país.

O menino, um cidadão turco que vive na Áustria há cerca de oito anos, foi posto sob custódia no final da terça-feira. “Ele admitiu ter planos de ir para a Síria e ter pesquisado esquemas para produzir artefactos explosivos na Internet”, disse Michaela Obenaus, porta-voz da promotoria de St. Poelten, capital da província da Baixa Áustria. Obenaus afirmou que o menino demonstrou simpatia pelos militantes do Estado Islâmico, que lutam na Síria e no Iraque.

“Existe a suspeita de participação numa organização terrorista”, declarou a porta-voz. Um juiz decidiu, esta quarta-feira, que o menino deveria ser mantido em custódia investigativa durante duas semanas, disse Obenaus.

A maioridade penal começa aos 14 anos na Áustria. As autoridades já estão a investigar cerca de 150 pessoas que partiram da Áustria para integrar as fileiras dos grupos militantes que actuam em territórios sírios e iraquianos.

Algumas já foram mortas. A mídia local especula há meses sobre o destino de duas adolescentes de famílias bósnias que teriam viajado de Viena à Síria para se casarem com combatentes islâmicos.

As meninas de 15 e 17 anos estão listadas como desaparecidas no site da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol, na sigla em inglês), que também exibe uma delas usando um véu com dizeres islâmicos a cobrirem o seu rosto. Outros países europeus também estão a empenharem-se para evitar que os jovens radicalizados rumem para o Oriente Médio.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!