Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola 2015: “locomotivas” de Nampula aposta na mesma equipa técnica

O Ferroviário de Nampula, vice-campeão nacional, já abriu as suas oficinas tendo no horizonte a época 2015 que já está à porta. Para esta temporada, a direcção dos locomotivas da chamada capital da zona norte apostou na mesma equipa técnica que conduziu aquela formação ao segundo lugar do Campeonato Nacional de Futebol do ano passado, o “Moçambola”.

Ao contrário do que vinha sendo veiculado nos órgãos de comunicação em Moçambique, que davam conta de que Rogério Gonçalves já estava de malas aviadas para um clube da capital do país, o técnico português vai orientar os locomotivas de Nampula, uma vez que renovou o seu vínculo contratual por mais duas épocas e uma de opção.

Para esta temporada, Rogério Gonçalves é obrigado a formar uma nova equipa, visto que perdeu mais de cinco jogadores que fizeram parte do plantel do ano passado. No que toca a saídas, o técnico português perdeu Germano, guarda-redes menos batido da edição passada do “Moçambola”, e Vasil para o seu homónimo de Maputo, Belito e Tony.

Para colmatar estas saídas, o Ferroviário de Nampula foi ao mercado contratar sete jogadores, nomeadamente Toni Burramo (ex-Maxaquene), Carvalho (ex-Desportivo de Nacala), Xirico (ex-Têxtil de Púnguè), Idónio (ex-Incomáti), Paiva (ex-Estrela Vermelha da Beira), Pinto, Aurito e Nito (ex-Ferroviário de Maputo).

Para a época que avizinha, os locomotivas da chamada capital da zona norte têm como meta ocupar as primeiras três posições da tabela classificativa, e chegar o mais longe possível na Taça de Moçambique.

No presente, os trabalhos de preparação para a nova temporada, da equipa orientada por Rogério Gonçalves, decorrem no Estádio Municipal de Nampula, visto que o campo dos locomotivas se encontra em obras.

Antes do inicio do “Moçambola”, o Ferroviário de Nampula vai observar um estágio pré–competitivo na, vizinha África do Sul, onde realizará algumas partidas com as formações locais, com o intuito de incutir algum ritmo competitivo aos atletas. Importa referir que o plantel dos locomotivas de Nampula será composto por 25 jogadores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!