Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Aulas iniciaram a meio gás na Cidade de Maputo

Aulas iniciaram a meio gás na Cidade de Maputo

Apesar de o ano lectivo escolar ter iniciado oficialmente no dia 17 de Janeiro, numa cerimónia dirigida pelo ministro da educaçao, Zeferino Martins, na Escola Secundária Joaquim Chissano, em Xai-Xai, província de Gaza, algumas escolas da capital do país ainda nao começaram a leccionar devido a vários factores, com maior destaque para a falta de listas de turma.

Tal como apurou a nossa reportagem, numa ronda efectuada pelas escolas, as salas de aula encontram-se vazias uma vez que os estudantes ainda estao preocupados em ver o seu número de sala e o horário.

Na Escola Secundária Josina Machel, por exemplo, as listas ainda nao foram afixadas e o que se pode ver nas vitrines sao pautas dos exames da 10ª e 12ª classes que tiveram lugar no ano passado, o que deixava os estudantes impacientes pois a escola promete colar as listas até domingo. Tentativas de ouvir a directora da escola revelaram-se infrutíferas uma vez que esta encontrava-se ausente.

Cenário diferente verifica-se na Escola Secundária Francisco Manyanga, onde as aulas ainda nao inciaram porque a escola está a acolher os exames de admissao ao ensino superior.

Segundo o seu director, Orlando Dimas, as pautas já foram afixadas e neste momento aguarda-se pelo fim dos exames de admissao para que as aulas iniciem, cujo início está previsto para a próxima Segunda-Feira, dia 24.

Segundo este, o processo de matrículas decorreram sem sobressaltos, estando nesta altura a decorrer as matrículas dos alunos internos que, por várias razoes, nao o puderam fazer durante o período estipulado.

Enquanto isso, alguns pais e encarregados de educaçao continuam nas escolas a procura de uma oportunidade de matricular os seus educandos. Segundo estes, as escolas públicas ja nao dispoem de vagas, principalmente para o ensino secundário, e eles nao tem condiçoes de inscrever os filhos nas privadas.

Posto isto, uma pergunta surge nas nossas mentes: quem é que determina a data do inicio do ano lectivo, pois já está provado que as escolas nao conseguem criar condiçoes até a data marcada pelo ministério de tutela.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!