Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atirador mata dois soldados dos EUA em aeroporto de Frankfurt

Um homem foi preso esta quarta-feira depois de matar a tiros dois soldados dos Estados Unidos e ferir gravemente outras duas pessoas num autocarro do Exército norte-americano dentro do aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, disseram autoridades. As inspeções de segurança foram intensificadas no aeroporto alemão e uma investigação sobre o “crime terrível e sem sentido” já está em andamento, afirmou o ministro do Interior do Estado de Hesse, Boris Rhein.

“Não posso dizer esta fase se o incidente tem relação com terrorismo”, disse Rhein a jornalistas. Aparentemente, o atirador era do Kosovo, ele disse. A polícia afirmou que ele teria 21 anos. Um porta-voz da Fraport, a empresa que opera o aeroporto de Frankfurt, informou que o tiroteio ocorreu num autocarro do Exército dos EUA, diante do Terminal 2.

Autoridades no Kosovo acreditavam conhecer a identidade do atirador, “mas nós não temos a confirmação ainda”, afirmou à Reuters o ministro do Interior kosovar, Bajram Rexhepi, em Pristina.

Em aparição surpresa na sala de imprensa da Casa Branca, o presidente norte-americano, Barack Obama, declarou que estava indignado com o ataque e que seu país “não poupará esforços” para descobrir como o ataque aconteceu. “Estou muito triste e indignado com esse ataque que tirou a vida de dois americanos e feriu outros dois”, acrescentou.

Os Estados Unidos mantêm tropas no Kosovo desde 1999, quando a campanha militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) expulsou as forças sérvias da região. Os militares norte-americanos estacionados neste país do Leste Europeu agora ajudam a supervisionar uma frágil paz desde que o Kosovo declarou independência da Sérvia, em 2008.

A major Beverly Mock, porta-voz da Força Aérea norte-americana na base de Rammstein, na Alemanha, para onde o autocarro estava a caminho, disse que as identidades dos soldados mortos ainda não foram confirmadas. “As autoridades alemãs mantêm o atirador na prisão”, disse.

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que “não sabemos os detalhes, mas gostaria de expressar quão triste estou. Temos que fazer tudo o que pudermos para descobrir o que aconteceu”. Ela falou em Berlim durante entrevista coletiva com o primeiro-ministro português, José Sócrates.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!