Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atanásio Dimas – 1957 – 2009 – 52 anos

Atanásio Dimas – 1957 – 2009 – 52 anos
Atanásio Alberto Dimas, à data da sua morte, ocupava o cargo de chefe da Redacção do Jornal Notícias. O malogrado havia sido admitido na Sociedade do Notícias aos  3 de Janeiro de 1978, sendo que, devido à sua entrega e dedicação ao trabalho foi sucessivamente ascendendo de categoria profissional e, ao mesmo tempo, aos cargos de maior responsabilidade editorial. Nos últimos anos da sua vida, este profissional não gozava de boa saúde, mas nem assim deixou de se empenhar no trabalho, procurando, na medida do possível, dar o seu melhor contributo na produção do jornal.
 
Todavia, há cerca de dois meses Atanásio Dimas viu-se na contingência de ter de abandonar o posto de trabalho por causa da doença que continuava a apoquentá-lo.
 
Chegou a ser atendido em regime de internamento no Instituto do Coração, tendo, depois, tido alta por apresentar sinais de melhoria. Eis que há cerca de duas semanas, depois da alta, é de novo evacuado de emergência para esta unidade sanitária, onde viria a perder a vida, a meio da tarde de domingo, deixando viúva, a também jornalista, Delfina Mugabe, e dois filhos.
 
A notícia da morte de Dimas surpreendeu todos os colegas da Redacção e não só, sendo que os companheiros directos têm ainda em memória um dos últimos convívios que com ele tiveram, em Fevereiro de 2007. O finado, foi nessa altura, surpreendido com um brinde por ocasião do seu quinquagésimo aniversário natalício.
 
Devido à sua dedicação, desempenhou vários cargos de chefia a nível da Sociedade do Notícias. Assim, em 1982 foi nomeado para a chefia da Reportagem do jornal Domingo. Mais tarde, Atanásio Dimas viria a ser chamado para desempenhar o cargo de subchefe de Redacção do jornal Notícias, tendo merecido, em 1985, e devido à sua abnegada entrega ao trabalho, uma menção de louvor e um prémio monetário atribuído pela empresa.
 
Atanásio Dimas foi depois nomeado para o cargo de chefe de Redacção do Jornal Domingo, em Fevereiro de 1987. Em Setembro de 1988 o malogrado foi designado, por despacho do Presidente da República, funcionário da Presidência da República, onde desempenhou, em comissão de serviço, o cargo de adido de imprensa até 1995.
 
De regresso ao Notícias, Dimas assumiu o cargo de Chefe da Redacção, responsabilidade que exerceu até à data da sua morte.
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!