Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Assegurados 27 milhões de meticais para abastecimento de água e estradas no município de Inhambane

O município de Inhambane tem assegurado este ano um investimento estimado em mais de 27 milhões de meticais para financiar a construção de pequenos sistemas de abastecimento de água e melhoramento de vias de acesso.

O sector de água vai consumir pouco mais de 8.6 milhões de meticais destinados à construção de dois pequenos sistemas e duas bombas manuais que vão benefi ciar mais de 25 mil pessoas.

Os pequenos sistemas nanciados pelo Governo moçambicano, através do Fundo de Investimento e Património de Abastecimento de Água, (FIPAG), serão instalados nos bairros Inhamua e Salela.

Além dos referidos bairros, as duas infra-estruturas vão bene ficiar igualmente os habitantes dos bairros Conguiana, Ilha de Inhambane, Siquiriva, Machavenga e Praia da Barra.

Neste momento, a população que vive nos locais ora mencionados recorre a poços a céu aberto, onde procura água considerada imprópria para o consumo humano.

O presidente do Conselho Municipal da Cidade de Inhambane, Benedito Guimino, explicou que os sistemas serão constituídos por furos munidos de electrobombas e tanques elevados com capacidade para suportar cinco mil novas ligações.

“O pequeno sistema de Salela vai ocupar duas áreas, uma de 100×100 metros e outra de 50×50. Em Inhamua identi ficámos um espaço de 300×300 metros onde serão abertos os furos e edi cados os depósitos”, disse Benedito Guimino.

Benedito Guimino disse ainda que a edi ficação dos empreendimentos não exigirá indemnizações aos proprietários das benfeitorias abrangidas pelas obras, pois foi feito um trabalho de sensibilização das comunidades de modo a colaborarem com as autoridades municipais para a materialização do projecto.

Ainda no âmbito de abastecimento de água, como se fez referência anteriormente, o Conselho Municipal de Inhambane tem ainda um plano, avaliado em 600 mil meticais, para a abertura de dois furos equipados de bombas manuais nos bairros de Siquiriva e Machavenga. Desta vez os fundos provêm dos cofres da edilidade.

A medida visa garantir o fornecimento de água às famílias carenciadas, desprovidas de recursos financeiros para custear despesas de canalização. O edil de Inhambane, Benedito Guimino garantiu que com a materialização destes projectos estará erradicada no município de Inhambane a falta de água potável.

“Depois de concluídos estes dois pequenos sistemas, a cidade de Inhambane já não terá problemas de água. Todos os munícipes terão acesso à água potável”, sublinhou o edil.

Melhoramento de vias de acesso

O presidente do Conselho Municipal de Inhambane, Benedito Guimino garantiu ainda que a edilidade tem nos seus cofres 18 milhões de meticais para o melhoramento de cerca de 22 quilómetros de vias de acesso em alguns bairros da cidade.

O montante será aplicado no revestimento com pavê de uma estrada alternativa que dá acesso ao centro da cidade, a partir da zona da Cogeno, na Estrada Nacional Número 101, até a região da Pescom, num troço de cerca de seis quilómetros.

Além de ser uma alternativa para ligar a cidade ao resto da província, a rodovia vai benefi ciar ainda os munícipes dos bairros Liberdade e Muelé que vivem ao longo do seu traçado.

“A ideia é colocar carros que fazem o transporte semicolectivo a operarem na rota para reforçar a capacidade de transporte de pessoas e bens nos bairros de Liberdade e Muelé”, disse o nosso entrevistado.

As atenções estarão viradas ainda para o troço Saranga-Siquiriva. Na semana passada, os técnicos do município ligados à área estiveram empenhados no levantamento das reais dimensões e na fixação do custo da obra.

A estrada será terraplenada com areia vermelha ou com calcário (saibro branco), todavia a decisão final será tomada depois de se apurar as necessidades reais para executar do empreendimento.

O governo municipal solicitou ainda apoio à Administração Nacional de Estradas (ANE) para a asfaltagem de cerca de sete quilómetros da estrada que dá acesso à Praia da Barra a partir do Bairro Josina Machel.

“Aquela estrada é classi cada. A sua gestão não está sob a alçada do município. Assim, submetemos a proposta à ANE, delegação de Inhambane, e o projecto já está na sede da instituição, em Maputo, no sentido de se mobilizar fundos para a sua asfaltagem”, explicou.

Espera-se que num período de dois meses o processo de negociação entre as duas instituições esteja concluído, e posteriormente arranquem os trabalhos do seu melhoramento. Os trabalhos em causa contemplam também os troços de curta extensão, como é o caso da rua que dá acesso à Praça dos Heróis Moçambicanos, assim como a que passa ao lodo da Casa Mortuária, no Hospital Provincial de Inhambane.

Guimino diz que os fundos são exíguos

O presidente do Concelho Municipal de Inhambane queixa-se da exiguidade de fundos. Ele considera que os 18 milhões disponíveis para implementar os projectos de melhoramento de vias de acesso são bastante escassos. A edilidade precisa, no mínimo, do dobro daquele valor para implementar o seu plano de governação.

“Nós não vamos lançar concursos que nos podem custar muito dinheiro. O município tenciona adquirir uma máquina avaliada em 30 mil randes para a produção do pavês. Assim, os custos não serão elevados e podemos fazer uma grande parte dessas estradas”, disse.

Criação de zonas de expansão

Um novo bairro de expansão está em criação no bairro Chamane, arredores da cidade de Inhambane. Neste momento estão a ser parcelados 600 novos talhões que integram terrenos para habitação, jardins, campos desportivos, área comercial e outros espaços públicos.

As autoridades municipais dizem que o número de talhões em criação vai aumentar nos próximos tempos. A medida visa minimizar os problemas de falta de habitação que afectam muitos residentes da cidade, com destaque para a camada juvenil.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!