Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Assaltos à residências tiram sono aos munícipes

Todos dias há relatos nos bairros da cidade de Quelimane dando conta de assaltos a residências de cidadãos. Não é uma e nem duas, por vezes no mesmo bairro, os malfeitores chegam de arrombar três ou quatro casas numa só noite.

Isto não deixa sossegado os cidadãos que por um sacrifício maior conseguem os seus bens a ferro e fogo, olhando o actual custo de vida. Os malfeitores quando se introduzem no interior das residências tem um objectivo claro. Electrodomésticos, nomeadamente televisores, DVD e por vezes motorizadas. Mas para isso, os amigos do alheio já usam uma outra técnica. Cavam as casas até conseguirem entrar no interior delas. Mesmo com toda segurança que os proprietários das residências procuram manter, isto não tem sido nada para os ladroes.

Um cidadão do bairro Torrone, arredores da cidade de Quelimane, disse que recentemente três indivíduos introduziram-se no interior da sua residência a calada da noite e de lá retiraram-lhe os seus bens. A mesma fonte fez saber que antes, os mesmos tentaram arrombar a porta, não tendo conseguido entrar através da porta, ai sim, usaram uma enxada para lograrem os seus intentos tendo cavado ate entrarem.

Dos bens que a fonte apontou como tendo sido levados pelos malfeitores, o nosso interlocutor aponta dois televisores, DVDs, bicicletas até loiça que estava guardada. Mesmo com o pedido de socorro que este teria pedido a vizinhança, nem se dignou a sair para lhe ajudar. José Correia, vive no bairro Santágua, também diz ter sido vítima de roubo. Correia fez saber que no mesmo dia que arrombaram a sua residência, mais duas pessoas no mesmo bairro passaram pela mesma situação.

“Não soubemos o que temos que fazer, cavam as nossas casas”-desabafou o cidadão, mostrando claramente que a situação não é de ânimo leve. Num outro desenvolvimento, a fonte disse ser importante que as autoridades policiais voltem a fazer ronda nos bairros, porque segundo ele, há bastante tempo que a polícia não se faz presente naquele bairro por exemplo, dai que tendo se apercebido desta situação, os amigos do alheio tomaram conta do bairro e fazem o que querem prejudicando assim a população.

Enquanto isso Um cidadão cuja identidade preservámos, viu sua namorada ser violada sexualmente por um grupo de três malfeitores por volta das 4 horas do último sábado na cidade de Quelimane. Segundo contou o visado, ele em companhia da sua namorada, dirigiam-se em direição a estacão afim da sua cara-metade apanhar o transporte para fora da cidade de Quelimane. Segundo ele, de repente, três indivíduos apareceram e questionaram onde iam aquela hora do dia. Mesmo com a explicação dada, os malfeitores não se conformaram dai saquearam a mala, o dinheiro que tinham telefones e outros bens de uso.

O mais caricato, os malfeitores violaram sexualmente a rapariga em plena estrada. A rapariga teria dito aos violadores que era portadora do HIV/Sida, algo que nem sequer intimidou o grupo dos três. Logo de seguida, os mesmos tiram preservativos como forma de precaverem-se da suposta doença que a vítima alegava ter.

Isto tudo aconteceu na presença do rapaz, neste caso o namorado da vítima que nada podia fazer, porque encontrava-se amarrado a espera que o acto se consumasse. Dai, os dois foram libertos depois de longas horas. Refira-se que este caso de violação sexual está voltar a ser prática, visto que há um tempo para cá já tinha sido esquecida pelos malfeitores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!