Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Assalto a um camponês acaba em morte em Sofala

Um cidadão identificado pelo nome de Pedro Mendonca, de 60 anos de idade, foi assassinado por um grupo de malfeitores que se introduziram na sua residência com o intuito de se apoderarem de arroz não processado. Em consequência deste acto, um dos integrantes da quadrilha morreu queimado após cair nas mãos da população.

A vítima era um camponês e o homicídio aconteceu em Mafambise. Para lograr os seus intentos, os malfeitores recorreram a catanas, paus e outros instrumentos contundentes.

Em conexão com este crime, a Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve duas pessoas, das quais uma mulher, e o terceiro elemento está foragido.

O quarto membro da quadrilha é o que foi linchado pelos vizinhos, que n altura em que se aperceberam do assalto, não se fizeram de rogados, tendo corrido para a residência do malogrado na tentativa de socorrê-lo.

Dos detidos, o jovem de 19 anos de idade declarou-se inocente, mas a mulher, supostamente seu comparsa, disse que o seu marido, ora a monte, é que tirou a vida do dono da casa assaltada.

A senhora alegou ainda que aconselhou o seu parceiro a não acabar com a vida do proprietário do domicílio, mas ele não acatou supostamente porque a vítima já tinha reconhecido o grupo e podia denunciá-lo.

“Eu apenas carreguei o arroz. Não matei”, contou a mulher com o rosto deveras inchado devido à agressão que sofrera.

“O meu marido estava desempregado há seis meses e, por vezes, fazia-se à rua de onde trazia produtos alimentares. Eu não sabia de onde e como adquiria esses produtos”, disse a mulher.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!