Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Artista da Bola: Custódio Muchate, 29 anos

Custódio Arão Muchate Júnior, basquetebolista internacional moçambicano, nasceu na cidade de Maputo a 06 de Maio de 1984. Dono de uma capacidade reconhecida de luta e homem de ressaltos, dentro dos pavilhões desempenha o papel de extremo-poste.

Entrou para o mundo do basquetebol há sensivelmente 16 anos através das escolas de formação da Associação Académica de Maputo, onde alinhou em todos os escalões inferiores até 2004, ano em que foi chamado, pela primeira vez, a fazer parte da equipa sénior daquela colectividade.

A Taça de Moçambique, conquistada pela Académica naquele mesmo ano, foi o seu primeiro título enquanto jogador sénior. De 2005 a 2008, Custódio Muchate envergou a camisola do Ferroviário de Maputo, clube com o qual venceu por quatro vezes consecutivas o título de campeão nacional de basquetebol.

Findo o seu contrato com a equipa locomotiva, Muchate seguiu para o Desportivo de Maputo onde permaneceu duas épocas. Porém, graças ao insucesso obtido nesta aventura, regressou ao Ferroviário para, em 2011, conquistar o campeonato nacional.

Como internacional, a sua história remonta a 2003, quando foi chamado a ajudar a selecção nacional a qualificar-se para o Afrobasket do Egipto. No entanto, por lesão, não rumou com os companheiros àquele país da África do Norte.

Voltou à carga em 2005 ao participar pela primeira vez numa fase final do Afrobasket que teve lugar na Argélia. Dois anos mais tarde, Muchate representou novamente Moçambique no Afrobasket que decorreu em Angola para, em 2009, rumar à Líbia em mais uma competição do género. Em 2011 fez parte da equipa que teve a melhor campanha numa fase final do Afrobasket, nos Jogos Africanos, terminando a prova na segunda posição.

Já em 2013, Muchate foi uma peça chave na qualificação de Moçambique para mais uma fase final do Afrobasket, certame que vai decorrer em Agosto próximo na Costa do Marfim.

Um dos momentos mais tristes da sua vida enquanto basquetebolista foi quando, devido a uma lesão, não realizou o seu sonho de jogar num campeonato evoluído. Muchate perdeu a oportunidade de ir para os Estados Unidos da América através de uma universidade que lhe endereçou um convite.

Para além de atleta, Custodio é estudante do ensino superior.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!