Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Argentina 3 – México 1: O que eles disseram depois do jogo

“Foi uma partida muito tensa, pois as duas seleções se conheciam bem. Mas sabíamos perfeitamente que ao atacar certos setores poderíamos tirar vantagem, e assim foi. Creio que a Argentina foi superior nos 90 minutos e não levou sustos. Só tenho de parabenizar os jogadores, porque estão fazendo tudo direito, mantendo bem a bola, passando certo. Acho que a seleção se sentiu confortável em campo, apesar da qualidade do adversário.” Diego Maradona, técnico da Argentina.

“Encaramos o jogo de igual para igual. O México foi superior nos primeiros minutos, teve duas chances, mas levou um gol. Quando tentava se recompor, sofreu o segundo. O importante é a dignidade com a qual jogamos, o desejo de reagir, a intenção de voltar para o jogo. Faltou muito pouco para o 3 a 2. Não há mais nada a se dizer, temos que continuar trabalhando. Há aqui uma grande geração de excelentes jogadores, que devem ser aproveitados, porque podem voltar à Copa do Mundo daqui a quatro anos.” Javier Aguirre, técnico do México.

“Demoramos a entrar na partida nos primeiros minutos. Sabíamos que o México nos daria muito trabalho e poderia nos causar problemas. Não conseguimos criar as jogadas, porque não tínhamos a posse de bola. Mas no final das contas demos um passo importante. Jogamos bem e já estamos nas quartas. Tive a sorte de desencantar e fazer dois golos importantes. Agora temos que curtir esta vitória contra o México, que não foi fácil, e descansar para estarmos recuperados para enfrentar a Alemanha, que também é uma seleção difícil.” Carlos Tévez, atacante da Argentina eleito melhor do Jogo.

“O mais importante é que ganhamos. Temos coisas para corrigir, mas acho que vencemos bem, soubemos controlar a partida. Sabíamos o jogo que o México iria fazer, mas encontramos um caminho e ganhamos. Acredito que mostramos um bom futebol, e o melhor é que esta seleção cresce a cada jogo. Alemanha? Será uma linda revanche para nós que estivemos na última Copa.” Nicolás Burdisso, defesa da Argentina.

“Ficar fora de um Mundial não é nada agradável. Jogamos bem, nos dedicamos muito, mas não deu. A sorte não esteve do nosso lado, não fomos contundentes no ataque. O primeiro gol foi um golpe muito duro e no final não conseguimos reagir. É mais um fracasso, mas espero que alguma seleção um dia possa chegar à quinta partida.” Rafael Márquez, defesa do México.

“Infelizmente é uma noite triste, porque estamos fora da Copa. A seleção começou bem, organizada, tratando de neutralizar o jogo da Argentina e jogamos bem até o primeiro gol. Demoramos para nos recompor desse golo precoce, que sentimos muito. Isso é futebol, a sorte também joga, e a Argentina pode contar com ela e nós não.” Carlos Salcido, lateral do México.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!