Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Argentina 0 – Alemanha 4: O que eles disseram depois do jogo

“O futebol que apresentamos no segundo tempo foi espetacular. A equipe mostrou vontade de campeã. Sobre o placar elevado, era algo praticamente inimaginável. A seleção foi perfeita em muitos aspectos, o que é incrível. Mostramos um altíssimo nível pela forma como soltamos-nos na etapa complementar. Agora, estamos entre os quatro melhores do mundo, mas esta equipa merece chegar ainda mais longe. Ainda temos duas partidas para disputar. Está nas nossas próprias mãos conquistar algo ainda maior.” Joachim Löw, técnico da Alemanha.

“Tínhamos tudo estudado, as marcações definidas e no primeiro cruzamento sofremos um golo. E, a partir daí, começou outro jogo. Creio que oferecemos a bola e a Alemanha, em vantagem, começou a ter ideias que ainda não tinha tido. A seleção jogou bem, mas não teve o frescor necessário para marcar. Eles, pelo contrário, sempre que chegaram a nossa baliza marcaram. O resultado final não me tira o orgulho de ter estado à frente destes jogadores e quero lhes agradecer publicamente. Posso ir embora amanhã, mas gostaria que estes garotos continuassem a mostrar aquilo que são e o nosso verdadeiro futebol. Aos argentinos digo que estou tão desiludido como eles. Esta tristeza só é comparável à que senti quando deixei de jogar futebol”. Diego Maradona, técnico da Argentina.

“Fizemos um jogo muito bom. Estou orgulhoso da equipe. Jogamos muito bem taticamente. Somos fortes o suficiente para dar um passo a mais. Logicamente, queremos chegar à final. Derrotamos duas seleções muito fortes, a Inglaterra e a Argentina, e já chegamos muito longe. O selecionado é muito bom. Não somos tão experientes, mas temos muitos jogadores tranquilos e que vão para cima. Agora, talvez enfrentemos uma das melhores seleções do mundo, a Espanha. Claro que temos respeito pelo adversário, mas temos potencial para vencer. É óbvio que queremos ainda mais.” Bastian Schweinsteiger, meio-campista da Alemanha eleito melhor do Jogo Budweiser.

“É claro que é uma loucura o que aconteceu aqui. Varremos a Argentina de campo por 4 a 0, é difícil encontrar palavras para descrever o que aconteceu. O destaque do jogo foi claramente mais uma vez o aspecto coletivo. Todos jogamos no limite máximo, cada um luta com toda a garra por todas as bolas. Espero que os meus colegas façam tudo como deve ser na semifinal, e então talvez eu possa marcar um golo na final.” Thomas Müller, meio-campista da Alemanha.

“Mais uma vez, pelo modo como nos comportamos, assim como contra a Inglaterra, preciso dizer uma coisa aos adversários: respeito! Estou orgulhoso de toda a equipe, incluindo os suplentes — todos no plantel são sensacionais. Estou feliz, porque alcançamos justamente o que estávamos determinados a fazer. O resto não importa.” Miroslav Klose, atacante da Alemanha.

“É muito doloroso perder desta forma. Estou a sentir uma grande dor, mas assim é o futebol. Fizemos uma péssima partida. Às vezes é decepcionante mesmo. Também não sei explicar o motivo da derrota. Fomos dominados e tivemos pouca posse de bola. Além disso, os nossos contra-ataques não funcionaram. Mas não coloco a culpa em ninguém.” Carlos Tévez, atacante da Argentina.

“É um golpe muito duro para todos. A Alemanha é uma equipe muito rápida do meio-campo para a frente e marcou em quase todas as oportunidades que teve. São coisas do futebol e aconteceu assim. Ainda assim, devemos voltar a casa com a cabeça levantada”. Clemente Rodríguez, defesa da Argentina.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!