Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Araújo empossa Maria Perdiz para ser Vereadora de Saneamento em Quelimane

Quase três semanas depois de o Presidente do Conselho Municipal de Quelimane, Manuel de Araújo, ter exonerado os Vereadores de Mercados e Feiras, Moisés Ofinar e Vereador para Saneamento do Meio e Cemitérios, Joaquim Maloa, na manhã da Quinta-feira, foram empossados dois Vereadores para as áreas que tinham sido deixados vagos.

No meio de tanta ansiedade de quem seria vereador disto mais aquilo, já que recentemente tomou posse um Vereador que era membro da Assembleia Municipal de Quelimane, sobretudo pela bancada parlamentar da Renamo, então, uns esperavam que o edil,fosse nomear um membro da Frelimo.

Mas Araújo não foi à prateleira, sacudiu a poeira e trouxe alguém de nome Maria Perdiz, uma figura bem conhecida na cidade de Quelimane, não pelos feitos, mas pela idade que ostenta.

Maria Perdiz estava na prateleira que o anterior edil Pio Matos preparou e deixou. Perdiz esteve sempre ligada à vida do Conselho Municipal de Quelimane.

No mandato de Pio, ela passou em vários sectores tais como assessora do edil, assessora da Empresa Municipal de Saneamento (EMUSA), também já esteve no Gabinete do mesmo edil, enfim, não deve ser para menos que Manuel de Araújo terá ido lhe “vasculhar” naquela prateleira.

Joaquim Maloa volta ao “tacho”

Se a saída de Joaquim Maloa da vereação de Saneamento foi aplaudida por vários sectores, que consideravam aquele homem como um simples curioso, eis que não tardou em voltar a ter “tacho”.

Aliás, desde que foi exonerado em despacho exarado pelo edil, Maloa sempre esteve encostado ao edil e foi lhe dada a pasta de Mercados e Feiras, lugar que Ofinar deixou por ordens legais de quem o havia nomeado.

E na manhã da última Quintafeira, nesta altura em que Maria Perdiz tomava posse, mais uma vez, os munícipes de Quelimane ficaram a saber que Joaquim Maloa voltou a comer novamente o “capim” verde que germina no município de Quelimane. Foram empossados, e mais uma vez veio ao de cima a sirene de sempre: “Eu nomeio, mas também exonero”.

Tem sido assim quando o edil de Quelimane, Manuel de Araújo empossa os seus quadros. E não só, Quinta-feira, o edil pediu também dedicação dos empossados para que possam dignificar a confiança, isto por um lado enquanto que por outro, Araújo acredita que as novas energias lançadas poderão ajudar a resolver os problemas dos munícipes de Quelimane, sobretudo na recolha de resíduos sólidos e organização de mercados na cidade de Quelimane.

Escolher para tapar furos

As escolhas feitas pelo edil de Quelimane para as vereações têm sido um motivo para grandes debates na cidade de Quelimane, sobretudo nos círculos mais entendidos. Uns dizem que Manuel de Araújo deve estar a ressentir-se da falta de recursos humanos enquanto que outros dizem que faz porque quer.

Pelo sim ou pelo não, olhando pela forma como as coisas acontecem, mostra claramente que as escolhas só são feitas para tapar furos.

Não tardará que alguns dos Vereadores, mesmo que empossados há dias, possam ser exonerados num abrir e fechar de olhos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!