Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Apetrechada Biblioteca Municipal da Matola

A biblioteca municipal da Matola, na província de Maputo, sul de Moçambique, acaba de ser apetrechada com novos livros didácticos, literários e dicionários, bem como quatro computadores.

O novo material é oferta da companhia pública de telefonia móvel, Mcel avaliada em 300 mil meticais. A oferta enquadra-se nas comemorações do 39º aniversário daquele município que se assinalou a 5 de Fevereiro, e tem por objectivo melhorar as condições físicas e visuais da Biblioteca Municipal da Matola.

Segundo o Presidente do Conselho Municipal da Matola, Arão Nhancale, com o material recebido será possível instalar uma “verdadeira biblioteca na sua verdadeira dimensão”.

Assim, estão criadas condições para o arranque da biblioteca, uma vez que a mesma fora inaugurada no ano passado sem as condições adequadas.

“Com o apoio da Mcel, compete-nos agora assegurar a melhor gestão e melhor uso da biblioteca, sobretudo garantir que a inspiração dos nossos parceiros tenha resultados, sendo que nós olhamos a Matola como a sede do futuro, que tem de ser realizado com sabedoria e conhecimento profundo”,declarou.

Por seu turno, o Presidente do Conselho de Administração da Mcel, Teodato Hunguana, disse que a sua empresa tem vindo a desenvolver uma ampla responsabilidade social, procurando contribuir a vários níveis, daí que “achamos que era oportuno inserir uma contribuição válida, que apoiasse o crescimento e a materialização da biblioteca municipal, de modo a servir a autarquia e aos munícipes”.

De referir que a Matola assinalou no último sábado o 39º aniversario da sua elevação à categoria de cidade. Matola foi elevada a categoria de cidade em 1972 (tempo colonial).

Na altura, pretendia-se que a mesma fosse industrial e, com predominância de quintas e vivendas, servisse também de segunda residência para os seus proprietários.

Em 2007, o Conselho de Ministros aprovou a resolução que eleva a cidade da Matola de nível “C” para “B”, equiparando-se, deste modo, as cidades da Beira (província central de Sofala) e Nampula, no norte do país.

Aquela cidade, em 1997, contava com 300 mil habitantes, número que veio a duplicar em 2007 para 600 mil.

Por outro lado, a densidade populacional naquela urbe era de 800 pessoas por quilómetro quadrado no primeiro ano (1997) e actualmente é de 1600 habitantes por quilómetro quadrado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!