Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Annan pede ao Conselho da ONU para exigir trégua na Síria até Quinta-feira

É preciso fazer todo o esforço possível para garantir que o governo e a oposição na Síria cumpram um prazo até quinta-feira para encerrar um conflito que já matou milhares de pessoas em um ano, disse o enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe, Kofi Annan, Terça-feira.

“Estou seriamente preocupado com o rumo dos acontecimentos”, disse Annan numa carta ao Conselho de Segurança da ONU, obtida pela Reuters.

“Os dias que antecederam 10 de Abril deveriam ter sido uma oportunidade ao governo da Síria de enviar um potente sinal político de paz, com acção em todos os aspectos do plano de paz de seis pontos”, disse ele.

O governo sírio havia concordado com o prazo de Terça-feira para a retirada dos soldados e o fim do uso de armas pesadas contra cidades sírias.

A medida seria seguida de um cessar-fogo completo pelo Exército e pelos rebeldes, na manhã da quinta-feira.

As tropas sírias, no entanto, mataram pelo menos 31 pessoas, Terça-feira, mantendo uma ofensiva feroz contra os opositores do presidente Bashar al Assad em vez de silenciar as suas armas e sair das cidades, como o prometido dentro do plano de paz internacional.

Annan disse que Damasco deveria ter tomado medidas “para cessar o movimento de tropas em direcção aos centros populacionais, para cessar todo o uso de armas pesadas em tais centros e começar a retirada das concentrações militares dentro e fora dos centros urbanos”.

Isso não aconteceu, disse Annan. “Nos últimos cinco dias, ficou claro que tal sinal ainda tem de ser dado”, escreveu ele ao conselho.

Annan deixou claro que ainda há uma chance para salvar os seus esforços para garantir o fim da violência até 0h de Quinta-feira, o prazo para que o governo e a oposição parem de enfrentar-se.

“A liderança síria deve agora aproveitar a oportunidade para fazer uma mudança fundamental de rumo”, afirmou ele.

“É essencial que, nas próximas 48 horas, forneça sinais visíveis de mudança imediata e inquestionável na postura militar das forças do governo pelo país”, disse Annan.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!