Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Annan diz à ONU que a Síria não recolheu o armamento pesado

A Síria não cumpriu com a promessa de retirar o seu armamento pesado dos centros urbanos, e as cidades onde os cidadãos reuniram-se com os monitores da trégua da ONU podem ter sido atacadas, disse o mediador internacional Kofi Annan ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, esta Terça-feira.

Uma vez que a violência aumentou em Damasco, capital síria, Annan disse ao conselho de 15 nações que “precisamos de olhos e ouvidos no terreno, possibilidade de mover-se livremente e rapidamente” para vigiar o cessar-fogo irregular.

Mas o chefe de manutenção da paz da ONU disse que o desarmamento estava a acontecer muito devagar.

Annan deixou claro que as forças sírias não retiraram os armamentos pesados dos centros urbanos e retornaram aos quartéis, como são obrigados sob um plano de paz de seis pontos que ele elaborou.

“A situação na Síria continua a ser inaceitável. As autoridades da Síria devem implementar os seus compromissos completamente, e o fim da violência em todas as formas deve ser respeitado por todas as partes”, disse Annan, de acordo com transcrições de sua declaração.

Ele sugeriu que o governo sírio estava a alvejar pessoas nas áreas onde os monitores reuniram-se com civis.

Ele notou que estava “particularmente alarmado por relatos de que as tropas do governo entraram em Hama , Segunda-feira, depois da partida dos observadores, disparando com armas automáticas e matando um número significativo de pessoas.”

“Se confirmado, isso é totalmente inaceitável e condenável”, disse Annan. “Dois observadores foram estacionados em Hama, Terça-feira”.

Os activistas disseram que 31 pessoas foram mortas em bombardeamentos e tiroteios em Hama, reduto da revolta contra o presidente sírio, Bashar al-Assad, imediatamente depois da visita duma missão de monitorização.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!