Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alimo inicia campanha com um mês de atraso

A Aliança Independente de Moçambique (ALIMO), partido que concorre apenas às Legislativas, iniciou com a conquista do eleitorado no último sábado, na província de Nampula, 34 dias depois do arranque oficial da campanha eleitoral no país. Alexandre Constantino, coordenador daquela formação política, ao nível da região norte, justifica, entretanto, que “chegar não é correr”, considerando haver ainda tempo suficiente para a divulgação do manifesto eleitoral.

Constantino disse que o seu partido vai centrar a sua campanha nas mesquitas, procurando convencer os muçulmanos, já que a ALIMO se inspira nos ensinamentos do Alcorão. De acordo, ainda, com aquele político, o seu partido luta por uma educação de qualidade, oferta de oportunidades de emprego e restauração da moral.

A ALIMO que concorre apenas nos dois maiores círculos eleitorais do país, nomeadamente, Nampula e Zambézia, pelo facto de ter sido excluído nas restantes províncias, por decisão dos órgãos eleitorais centrais. Kalid Sidat, líder daquele partido que pretendia concorrer as presidenciais, foi, igualmente, chumbado, mas, dados em poder do Wamphula fax, indicam que o partido aposta em Daviz Simango, candidato às presidências pelo Movimento Democrático de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!