Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ajuste de contas terá sido móbil do crime sobre paquistanês em Nampula

Ajuste de contas parece ser a principal causa do homicídio cometido sobre um cidadão de nacionalidade paquistanesa no princípio da noite da sexta-feira, na cidade de Nampula, conforme admitiu, em conferência de imprensa, Inácio Dina, chefe do departamento de Relações Públicas da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula.

Segundo Inácio Dina, as circunstâncias em que aquele estrangeiro foi baleado mortalmente com dois tiros (um na cabeça e outro na região lombar), são estranhas porquanto ocorreu quando se encontrava, próximo do seu presumível estabelecimento comercial, a conversar com quatro amigos e, coincidentemente, na altura exacta em que se registou um apagão na cidade. Tendo, instantes depois de restabelecida a corrente eléctrica, sido encontrado misteriosamente estatelado no chão e já sem vida.

Entretanto, dois agentes que se encontravam a realizar actividades de patrulha nas imediações do estabelecimento comercial onde se registou o crime, afirmaram que, na ocasião, não se aperceberam de qualquer presença de indivíduos estranhos ou tentativa de furto, facto que leva a crer que se trata de um ajuste de contas.

Não descartamos a hipótese de ser um ajuste de contas, mas consideramos ainda prematura qualquer conclusão enquanto não dispormos de provas concretas, senão de que, na consumação do crime, foi usada uma arma de tipo pistola, observou a fonte, acrescentando que prosseguem acções ao nível da polícia com vista ao esclarecimento do caso e que os indivíduos considerados amigos da vítima estão a ser ouvidos em liberdade.

A fonte revelou, por outro lado, que três pessoas foram detidas no fim-desemana passado indiciadas do roubo de um arma do tipo pistola, pertencente a uma empresa de segurança privada.

A arma veio a ser recuperada no dia seguinte pela polícia na posse de um jovem que confessou o roubo para fins supostamente obscuros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!