Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Comprometida vigência do Fundo do Desenvolvimento Distrital

De acordo com o Ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, o Fundo de Desenvolvimento Distrital (FDD), vulgo sete milhões, poderá deixar de ser transferido do governo central por se considerar suficiente o dinheiro entregue até agora aos mutuários para assegurar a sustentabilidade do programa.

Em consequência, o governante insta aos distritos a empreenderem esforços adicionais no sentido de recuperar os créditos e repassar os montantes a novos beneficiários.

Estima-se que, desde que o programa foi instituído, em 2006, até este ano, cada distrito, à excepção das capitais provinciais, terão sido contemplados com trinta e cinco milhões de meticais para o financiamento de diversas iniciativas de geração de renda.

Cuereneia afirmou que, teoricamente, existem em cada distrito cerca de 35 milhões de meticais na posse dos mutuários resultantes dos seis anos de vigência do programa.

Sabe-se que em 2006 e princípios de 2007 parte do dinheiro foi usado para financiar actividades dos Governos distritais e, por aí, podemos falar de 20 milhões nos distritos, observou, reconhecendo que o nível de reembolso dos fundos continua muito abaixo do pretendido, facto que atribuiu ao tempo de maturação dos projectos financiados no âmbito do combate à pobreza.

Temos que fazer uma análise aprofundada para limpar a tabela dos reembolsos, porque as percentagens são em grande medida influenciadas por valores que nunca serão devolvidos ao Estado, referiu Cuereneia, a propósito.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!