Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Agricultura é o sector mais preterido no Estado

Do conjunto de quatro principais sectores de actividade do Aparelho do Estado moçambicano, a Agricultura apenas conta com 2,6% dos cerca de 179,3 mil funcionários públicos vinculados àquele sector produtivo nos últimos 34 anos de Moçambique independente.

A seguir está o sector da Justiça que emprega o correspondente a 4,1%, contra 13,9% de profissionais da Função Pública afectos na Saúde e 55,3% que estão a trabalhar na Educação, segundo dados estatísticos constantes no Segundo Anuário Estatistico dos Funcionários e Agentes do Estado lançado, esta quartafeira, pela ministra da Função Pública, Vitória Dias Diogo.

Profissionalização

Entre 2008 e 2009, aquela fonte documental refere que cerca de 37,4 mil assalariados da Função Pública estavam na situação de provisórios, contra cerca de 47,3 mil contratados, enquanto 94,5 mil trabalhadores tinham no período em análise passado para o quadro definitivo do sector público.

O Aparelho do Estado moçambicano é composto por funcionários com uma faixa etária que varia entre os 18 e 48 anos de idade, de acordo ainda com Diogo, realçando que a actualização permanente das informações sobre a Função Pública visa facilitar a implementação da estratégia de profissionalização daquele sector de actividade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!