Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Agentes da polícia no roubo de gado em Tete

Membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Changara são indiciados de envolvimento em casos de roubo de gado bovino e caprino naquele distrito da província central de Tete.

O jornal “O País” de Segunda-feira refere que em resposta a denúncias populares sobre estes problemas, o comandante provincial da PRM em Tete, Xavier Tocoli, mandou transferir todos os membros afectos ao comando distrital de Changara, incluindo o respectivo comandante.

Tocoli explicou que, antes de tomar esta decisão, um membro da corporação ora encarcerado foi surpreendido a escoltar um grupo de ladrões na posse de cabeças de gado bovino roubadas.

No total, o comandante provincial mandou prender cinco agentes da Polícia, na sua maioria afectos a unidade de Guarda Fronteira, devido ao seu suposto envolvimento em actos criminais, incluindo corrupção e roubo de gado.

As autoridades já estão a processar disciplinarmente alguns dos envolvidos nestes casos. Geralmente, o gado roubado naquela província é transportado para as províncias de Nampula (Norte do país) e Sofala, Centro, bem como para a capital do país, Maputo, já no extremo Sul.

Por causa da resposta tardia da Polícia a denúncias de casos de roubo de gado, populares há que já optam pela prática de justiça pelas próprias mãos contra os ladrões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!