Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Agência Francesa de Desenvolvimento financia estudo para reabilitação da pista do aeroporto de Maputo

A Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) vai desembolsar 1,6 milhões de euros para a realização de um estudo para a reabilitação da pista do Aeroporto Internacional de Maputo.

Este financiamento foi formalizado, Quinta-feira, em Maputo, com a assinatura de um acordo pelo Embaixador francês no país, Christian Daziano, e o presidente do Conselho de Administração (PCA) da empresa pública Aeroportos de Moçambique (ADM), Manuel Veterano.

Falando à AIM, fonte da empresa ADM disse que, além dos 3.600 metros da pista, as obras, cujo orçamento global ainda não se conhece, incluem os caminhos de circulação, placas de estacionamento e todo o sistema que compreende a pista.

Segundo a fonte, neste momento, a pista do Aeroporto Internacional de Maputo funciona normalmente sem nenhum problema, mas mesmo assim carece de reparações para responder às necessidades do futuro.

“A pista tem um tempo longo de uso e está a ter manifestação de deficiências, carecendo de uma reparação de vulto”, disse a fonte, acrescentando que essa infra-estrutura pode não funcionar normalmente no futuro caso não haja uma reabilitação.

As autoridades já lançaram um concurso público para seleccionar o consultor que vai conduzir esse estudo, pesquisa que, dentre vários aspectos, vai definir o cronograma das futuras actividades, bem como os detalhes técnicos e financeiros do projecto.

A ADM espera que as negociações do financiamento do empreendimento estejam concluídas até finais do próximo ano e que as obras arranquem em princípios de 2013.

O projecto de ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Maputo arrancou em 2007, tendo iniciado com a construção de um novo terminal internacional, num orçamento de cerca de 70 milhões de dólares.

Em princípios deste ano, iniciou a construção do terminal doméstico, cujas obras estão agora a um ritmo satisfatório.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!