Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ACNUR regista mais de 60 mil refugiados líbios desde destituição de Kadafi

A delegação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) na Líbia, revelou, Quinta-feira (9), o recenseamento de mais de 60 mil refugiados líbios desde a destituição do regime de Muamar Khadafi depois da insurreição popular ocorrida no país em 2011.

Num relatório divulgado pelo gabinete do ACNUR em Tripoli, a organização revela que 60 mil líbios estão refugiados no interior, dois anos depois da destituição do regime de Khadafi.

Evocando a situação dos refugiados provenientes de outros países, o ACNUR indicou ter inscrito cerca de oito mil refugiados sírios entre os 100 mil refugiados estrangeiros, provavelmente residentes na Líbia sem ser inscritos.

O ACNUR advertiu do perigo que representa o movimento dos refugiados sírios para a Líbia neste momento preciso porque, acrescentou, a sua presença no solo líbio constitui uma ameaça para os sistemas de escolaridade e de habitação.

O gabinete do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados afirmou que ele trabalha na Líbia para proteger e ajudar os refugiados e os que pedem o estatuto de refugiado entre os sírios e africanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!