Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidentes de viação: reduz tempo de espera para os primeiros socorros nas estradas nacionais

A Cruz Vermelha de Moçambique lançou, em Dezembro último, a estratégia de segurança rodoviária com o propósito de reduzir o tempo de espera dos indivíduos envolvidos em acidentes de viação e, por conseguinte, evitar a sua morte por falta de assistência médica primária atempada.

Para operacionalização desta iniciativa foram alocadas 10 ambulâncias em algumas estradas do país. O @Verdade contactou, esta terça-feira (01), a Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) para saber a quantas anda o referido plano.

O secretário-geral daquele organismo, Américo Ubisse, disse que em caso de sinistros, os indivíduos só esperam 17 minutos e em algumas situações menos de 10 minutos. Para o nosso interlocutor, a estratégia poderá vir a servir de modelo para a região Austral de África, uma vez que é uma experiência nova e única no continente.

Dos resultados até aqui obtidos, há que concluir que dá segurança às pessoas e bens nas vias de acesso. De acordo com Américo Ubisse, é um trabalho que também reduziu o gasto de combustíveis nas operações, flexibilizou as acções operativas e impulsionou uma viagem segura aos automobilistas.

Entretanto, apesar do sucesso há que reconhecer a necessidade de se fazer um trabalho de casa que consiste na avaliação da sua implementação piloto e tirar ilações sobre a assistência rodoviária constante e sua aplicação coesa e capaz de produzir resultados que façam com que se estanque as mortes que ocorrem por falta de primeiros socorros nas estradas nacionais.

Há igualmente que envolver massivamente as instituições públicas e privadas nessas acções porque as mortes por acidentes de viação são ainda é uma realidade no país. No que respeita à quadra festiva, o nosso interlocutor considerou que houve pouca agitação nas estradas nacionais.

Refira-se que são parceiros desta estratégia a Administração Nacional da Estrada (ANE), Instituto Nacional de Viação (INAV), o Serviço Nacional de Salvação Pública, as Alfândegas de Moçambique, dentre outras entidades.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!