Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

1a Liga: FC Porto vence em casa V. Setúbal e pressiona Benfica

O FC Porto colocou-se neste sábado (27) provisoriamente a um ponto do líder Benfica, ao receber e vencer o Vitória de Setúbal por 2-0, em encontro da 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Em encontro da 27.ª jornada, o argentino Lucho González e o belga Defour marcaram os golos dos portistas, apenas no segundo tempo, já depois da grande penalidade falhada pelo colombiano James Rodriguez. O jogo fica ainda marcado pelo regresso de Varela, que ajudou a “mexer” com a equipa portista, na qual o guarda-redes Helton quase não passou de um espetador no segundo período.

O primeiro lance de maior perigo aconteceu aos 17 minutos, quando Atsu não aproveitou da melhor forma uma saída em falso de Kieszek, rematando por cima da barra. E os portistas estiveram ainda mais perto do golo quando, quatro minutos depois, Jackson deixou a bola à mercê de James, que rematou contra Venâncio, à entrada da pequena área.

Os setubalenses apenas dispuseram de uma oportunidade de golo no primeiro tempo, à passagem da meia hora, quando Pedro Santos ganhou a bola a Otamendi, à entrada da área, mas rematou ao lado da baliza de Helton.

Antes do intervalo, Jackson Martinez trabalhou bem, já dentro da área, rodopiou melhor, mas rematou à figura do guardião adversário.

Vítor Pereira, que aos 39 minutos rendeu Atsu (punido com cartão amarelo) por Varela, substituiu ao intervalo Alex Sandro por Abdoulaye, que se posicionou no centro da defesa, enquanto o francês Mangala ocupou a posição de defesa esquerdo. José Mota, por seu lado, trocou o extremo Miguel Pedro por Jorginho, reforçando ainda mais o “miolo” defensivo, mas logo a seguir, aos 61 minutos, Jorge Luiz jogou a bola com o braço dentro da grande área. Porém, James Rodriguez não conseguiu desfeitear Kieszek, que apostou em lançar-se para a esquerda e defendeu a grande penalidade.

Mas, o colombiano iria redimir-se logo a seguir, quando serviu, da direita, com um belo passe de trivela, o argentino Lucho González, que inaugurou o marcador. O médio acabou substituído por Defour, aos 81 minutos, altura em que José Mota resolveu apostar no ataque, com a entrada de Makukula, que rendeu Bruno Amaro.

O FC Porto “matou” o jogo a três minutos do final, com um golo de Defour, servido por Mangala, que entrou em velocidade pela esquerda da defesa contrária e cruzou para o poste mais distante.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!