Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rebeldes do Sudão atacam cidade e aproximam-se da capital

Rebeldes da região de Darfur, no Sudão, atacaram uma cidade no estado vizinho, no sábado, levando a sua luta para mais perto da capital Cartum, disseram testemunhas. O ataque marca a maior investida da aliança rebelde que está tentando derrubar o presidente Omar Hassan al-Bashir.

Os confrontos até então estavam restritos principalmente às regiões remotas de Darfur, Cordofão do Sul e estados do Nilo Azul, que fazem fronteira com o Sudão do Sul.

O JEM – Justice and Equality Movement – Movimento pela Justiça e Igualdade – que fez um ataque sem precedentes em Cartum em 2008 – disse que os insurgentes atacaram a cidade de Um Rawaba no estado do Cordofão do Norte, a cerca de 500 quilômetros ao sul da capital. O JEM não disse se pretendia tentar avançar mais.

O exército do Sudão disse à imprensa estatal que ainda estava lutando contra rebeldes em Um Rawaba, a segunda maior cidade do país. Ele acusou os rebeldes de destruírem uma usina de energia, postos de gasolina e uma torre de telecomunicações. “As batalhas ainda estão acontecendo,” disse o porta-voz do exército al-Sawarmi Khalid à agência de notícias estatal SUNA.

Homens armados em 20 caminhões entraram em Um Rawaba, um importante mercado para o produto agrícola de exportação do Sudão, a goma arábica, e saquearam o mercado e diversos bancos comerciais, disseram alguns moradores à Reuters.

Um porta-voz do JEM negou qualquer saque por parte dos rebeldes. “As nossas forças estão controlando partes do leste de Cordofão do Norte e de Um Rawaba,” disse o porta-voz Gibril Adam. “O objetivo desse ataque é enfraquecer o governo para executar nosso plano estratégico de derrubar o regime.”

Mais tarde o governo reabriu a estrada entre Cartum e a capital do Cordofão do Norte, El-Obeid, que tinha sido bloqueada durante o confronto, disse o governador do Cordofão do Norte, Mutassim Mirghani Zaki Uddi, a agência afiliada estatal SMC – Sudanese Media Center. “Os rebeldes fugiram em direção ao sul,” ele disse. “Eles não conseguiram ficar em Um Rawaba.”

Acontecimentos fora de Cartum são difíceis de verificar no vasto país africano. Um Rawaba fica a duas horas de distância, de carro, de Kosti, o maior porto do Rio Nilo do Sudão.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!