Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoquices da semana: Negação da existência de vala comum em Manica; Presidências Abertas; Polícia na Ponta de Ouro

Xiconhoquices da semana: Novo Regulamento de Transporte em Veículos Automóveis; Passaporte falso de Nini sem falsificadores; Campanha eleitoral da Frelimo

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Negação da existência de vala comum em Manica

As autoridades moçambicanas, sobretudo a Polícia da República de Moçambique (PRM), para além de serem uma vergonha nacional, são campeãs em Xiconhoquices. A cada semana que passa, brindam-nos com novas Xiconhoquices. Desta vez, numa vã tentativa de distrair o povo moçambicano, a Polícia convocou a Imprensa para desmentir a existência de uma vala comum com 120 corpos no distrito de Macossa, norte da província central de Manica, afirmando que existiam apenas 13 corpos abandonados e em avançados estado de decomposição. Mas o cúmulo da estupidez (leia-se Xiconhoquice) da Polícia moçambicana foi proceder ao enterro dos corpos sem antes ser feito exames para a identificação dos corpos e as causas da morte. Não é por acaso que a nossa Polícia é das piores do mundo!

Presidências Abertas

O Presidente da República, Filipe Nyusi, está metido em Presidências Abertas, que ousou chamar de visitas presidenciais como forma de aldrabar os incautos. O PR está a promover Presidências Abertas numa altura que o país atravessa por momentos díficeis, sobretudo no que diz respeito a situação financeira. Na verdade, ele está a dar continuidade o sentido de economia de esbanjamento ou gastança desenfreada que o seu antecessor Armando Guebuza nos habituou. No Niassa, Nyusi com a sua suposta comitiva reduzida limitou-se a agradecer a população por ter participado das últimas eleições gerais, para além de passar imagem de que está muito preocupado com o conflito armado que tem vindo a dizimar os moçambicanos há bastante tempo. Quanta Xiconhoquice, senhor Presidente!

Polícia na Ponta de Ouro

Não restam dúvidas que a Polícia moçambicana é uma vergonha. O que ela tem vindo a protagonizar na região turística de Ponta d’Ouro é bastante lastimável, situação essa que tem vindo a destruir a indústria turista. Quase todos os dias, chegam relatos segundo os quais os agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) têm vindo a extorquir turistas, nacionais e internacionais, ao invés de lhes dar protecção. Usando várias artimanhas, como por exemplo multas por suposto excesso de velocidade, ela usa excessivamente força para tirar dinheiro dos turistas. Este comportamento vergonhoso praticado pela Polícia está a deixar os turistas estrangeiros amedrontados e com receio de visitarem o nosso país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!