Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoquices da semana: INSS empresta dinheiro a empresa privada de aviação; Perseguição aos membros do partido Renamo; Conflito na diocese de Quelimane

Xiconhoquices da semana: Novo Regulamento de Transporte em Veículos Automóveis; Passaporte falso de Nini sem falsificadores; Campanha eleitoral da Frelimo

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

INSS empresta dinheiro a empresa privada de aviação

Vegonhoso é a única palavra que, neste momento, define a atitude do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS). Aquela instituição, que já nos habituou a situação de roubo descarado, emprestou o dinheiro dos nossos impostos, pagos com muito suor e sacrifício, a uma empresa privada do ramo de aviação civil para a aquisição dalgumas aeronaves. No negócio, que na verdade se trata de um burla, o INSS “ofereceu” 210 milhões de meticais a CR Aviartion, uma empresa pertencente ao presidente da Associação das Actividades Económicas (CTA), Rogério Manuel. O mais revoltante nessa história é saber o rumo que dado o dinheiro que nós é descontado todos os santos mês, após jornadas duras de trabalho. Quando pensamos que o valor será usado para dar alguma dignidade aos moçambicanos na terceira idade, eis que somos surpreendido com a notícia de que o dinheiro é usado para financiar empresas de índole duvidosa.

Perseguição aos membros do partido Renamo

Nos últimos dias, a Polícia da República de Moçambique (PRM) tem vindo a mostrar indícios de consumo excessivo de estupefaciente, a julgar pelas incursões que tem levado a cabo contra o partido Renamo e os seus membros. Além de impedir que aquela força política realize as suas actividades, a Polícia moçambicana tem vindo a protagonizar detenções dos membros e simpatizantes do partido de Afonso Dhlakama pelo país. Recentemente, numa clara acção da Polícia, o Secretário-geral da Renamo, Manuel Bissopo,foi baleado na cidade da Beira. Como se não bastasse, nesta semana, a PRM em Nampula privou a liberdade de cinco cidadãos indiciados de perturbar a ordem, segurança e tranquilidade públicas nos distritos de Meconta e Ribáuè. Contudo, as autoridades não explicam com detalhe em que consistiram os tais desmandos que pesam sobre os visados. Quanta Xiconhoquice!

Conflito na diocese de Quelimane

Nos tempos idos, o padre era uma figura respeitável e a quem se depositar total confiança, mas presentemente os indivíduos que estão a frente da Igreja Católica são um verdadeiro perigo para a sociedade. A título de exemplo, na Diocese de Quelimane um padre e uma irmã mostraram um comportamento nada salutar para a toda a comunidade católica em Moçambique. Por uma razão vergonhosa (disputa de poder), ambos ficaram de relações cortas. Se aqueles que são supostamente bons exemplos para as pessoas entram em rixa por causa de dinheiro, imagina-se os crentes. Não é por acaso que hoje em dia as igrejas andam desacreditadas. O conflito entre aqueles supostos ministros de Deus deixou a Rádio Pax fora do ar por algum tempo, privando milhares de pessoas de se informar. De facto, já não se fazem padres com antigamente!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!