Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoquice do Ano: Nomeações e exonerações feitas pelo Presidente da República

Xiconhoquices da semana: Investimentos do Banco Mundial em combustíveis fósseis; Endividamento das Empresas Públicas; Crise de gás de cozinha

Em 2016, o que mais surpreendeu aos moçambicanos foram as decisões estapafúrdias e insensatas tomadas pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, no uso das suas competências. Se havia dúvida quanto à mediocridade de Nyusi como Chefe de Estado, certamente em 2016 dissiparam-se todas as dúvidas.

São os casos das notícias de nomeação da senhora Letícia Klemens, como a ministra dos Recursos Minerais e Energia, e a exoneração de Jorge Ferrão do cargo de ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, não obstante os trabalhos notórios que este vinha fazendo naquele ministério. O Presidente da República nomeou uma figura sem nenhuma expressão e, muito menos, competência conhecida para um sector vital para o desenvolvimento do país, substituindo Pedro Couto (acantonado na Hidroeléctrica de Cahora Bassa), um indivíduo cuja competência e seriedade era conhecida.

Já a demissão de Jorge Ferrão não passou de uma Xiconhoquice deveras preocupantes, uma vez que revelou a falta de bom senso por que ainda se rege o nosso Chefe de Estado. Enfim, foi o fim da picada.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!