Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Samira Martins; Pai que abusava da filha; Proindicus

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Samira Martins

A cidadã Samira Martins, de 33 anos de idade, não passa de uma Xiconhoca da pior espécie, e deveria mofar numa minúscula cela, devido à tamanha crueldade que cometeu. A Xiconhoca, com recurso à galsoina e vela, queimou gravemente o seu marido, causando-lhe queimaduras do primeiro e segundo graus em mais de 40 porcento do corpo. As razões evocadas para este acto bárbaro são questões passionais. O mais preocupante é que a cidadã mostrou-se indiferente diante da situação.

Pai que abusava da filha

Há indivíduos que deviam ser castrados como forma de puni-lo pela crueldade que tem vindo a praticar sem nenhuma réstia de sentimento. É o caso do Xiconhoca, de 31 anos de idade, que abusava sexualmente a sua própria filha, de apenas seis anos de idade, no distrito de Zavala em Inhambane. A menor contraiu ferimentos graves nos órgãos genitais. Indivíduos dessa estirpe não deveria apenas ser preso, mas também devia merecer pena capital.

Proindicus

Nem devia surpreender a ninguém a notíca segundo a qual a empresa “mãe” dos empréstimos ilegalmente avalizados pelo Governo, a Proindicus, falhou o pagamento da segunda prestação. Aliás, já é sabido que a Proindicus não passa de mais uma trapaça arquitectada pelo Governo da Frelimo para pilhar os cofres públicos e deixar os moçambicanos à beira de desespero. Esse facto coloca o país na vergonhosa lista dos países mais caloteiros do mundo. Quanta vergonha!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!