Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Samira Martins; Pai que abusava da filha; Proindicus

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Samira Martins

A cidadã Samira Martins, de 33 anos de idade, não passa de uma Xiconhoca da pior espécie, e deveria mofar numa minúscula cela, devido à tamanha crueldade que cometeu. A Xiconhoca, com recurso à galsoina e vela, queimou gravemente o seu marido, causando-lhe queimaduras do primeiro e segundo graus em mais de 40 porcento do corpo. As razões evocadas para este acto bárbaro são questões passionais. O mais preocupante é que a cidadã mostrou-se indiferente diante da situação.

Pai que abusava da filha

Há indivíduos que deviam ser castrados como forma de puni-lo pela crueldade que tem vindo a praticar sem nenhuma réstia de sentimento. É o caso do Xiconhoca, de 31 anos de idade, que abusava sexualmente a sua própria filha, de apenas seis anos de idade, no distrito de Zavala em Inhambane. A menor contraiu ferimentos graves nos órgãos genitais. Indivíduos dessa estirpe não deveria apenas ser preso, mas também devia merecer pena capital.

Proindicus

Nem devia surpreender a ninguém a notíca segundo a qual a empresa “mãe” dos empréstimos ilegalmente avalizados pelo Governo, a Proindicus, falhou o pagamento da segunda prestação. Aliás, já é sabido que a Proindicus não passa de mais uma trapaça arquitectada pelo Governo da Frelimo para pilhar os cofres públicos e deixar os moçambicanos à beira de desespero. Esse facto coloca o país na vergonhosa lista dos países mais caloteiros do mundo. Quanta vergonha!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!