Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Nini Satar; Nini Satar; ENH

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Nini Satar

Momade Assif Abdul Satar, mais conhecido por Nini Satar, é, sem sombras de dúvidas, o maior Xiconhoca de todos os tempos no nosso país. Esse sujeito que andou foragido e agora se encontra nas mãos da Justiça moçambicana poderá ser condenado a dois anos de prisão por ter utilizado um documento de viagem falso. Para além disso, este Xiconhoca é acusado de ter usado um nome falso.

Beatriz Buchili

A Procuradora-Geral da República, Beatriz Buchili, mais uma vez foi a Assembleia da República para dizer tudo que já sabíamos. Aliás, a Xiconhoca, após 4 anos de retórica e lamentações, foi ao Parlamento apresentar os processos de responsabilização criminal, por alegada corrupção, de Helena Taipo, Paulo Zucula, Manuel Chang e outros 19 arguidos no caso das dívidas ilegais como “troféus” para a Procuradoria-Geral da República (PGR). Esse teatro já não comove a ninguém.

ENH

A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) é uma vergonha para os moçambicanos. Esta instituição “maquilhou” Demonstrações Financeiras publicadas com com 2 anos de atraso. Para fazer crer que a empresa tem tido lucros, as contas da instituição foram “maquilhadas” relativamente ao exercício de 2016, e apresentam 2,8 biliões de Meticais de lucros. Mas mesmo assim essas contas foram insuficientes para os bancos financiarem a participação da ENH no investimento necessário para a Área 1 do Bloco do Rovuma.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!