Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ciclone Kenneth fez um morto, enfraqueceu mas vai originar chuva e ventos fortes no Norte de Moçambique

Ciclone Kenneth fez um morto

O Ciclone Tropical Kenneth que entre as 16 e 18 horas de quinta-feira (25) entrou no território nacional pelo distrito de Macomia, na Província de Cabo Delgado, fez pelo menos um morto e destruiu milhares de habitações e edifícios públicos e privados. O Instituto Nacional de Meteorologia indica que “enfraqueceu tornando-se uma depressão tropical” mas está a originar chuvas e ventos fortes no Norte de Moçambique.

Inúmeras habitações danificadas e sem tecto, árvores caídas, inundações e corte de energia é o balanço preliminar do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) do impacto do Ciclone tropical Kenneth, de categoria 4, que durante a noite e madrugada passada fustigou a Província de Cabo Delgado.

No Distrito de Macomia há registo de milhares de habitações destruídas, muitas de construção precária, instituições bancárias, bombas de combustíveis, a penitenciária e até o edifício da Administração ficou parcialmente danificado. Milhares de residências também ficaram destruídas no Distrito do Ibo deixando cerca de 15 mil pessoas ao relento.

De acordo com o INGC os Centrou de Acolhimento criados estão super lotados, há necessidade de tendas, comida e água potável. No Distrito de Palma dezenas de casas de construção precária foram destruídas e quatro embarcações que afundaram, sem danos humanos

Na capital da Província de Cabo Delgado, Pemba, uma cidadã adulta perdeu a vida devido a queda de um coqueiro no bairro Ingonane) e existe um ferido pela queda de uma janela de uma escola. Um número elevado de casas ficou sem tecto e outras danificadas, pelo menos uma escola foi parcialmente destruída.

Entretanto o ciclone enfraqueceu, tornando-se uma depressão tropical, e de acordo com o INAM “a depressão tropical irá enfraquecer nas próximas horas, passando a um sistema de baixa pressão estacionário até o dia 28 de Abril de 2019, prevendo-se a ocorrência de chuvas fortes a muito fortes (50 a 100 milímetros em 24 horas), ventos com rajadas fortes até 70 quilómetros por hora e trovoadas severas nas províncias de Cabo Delgado (todos os distritos), Nampula (distritos de Nacala, Memba, Erati, Nacarroa, Muecate, Namapa, Ilha de Mocambique, Mussoril e Monapo) e Niassa (distritos de Mecula, Marrupa e Nipepe)”.

Com estas previsões meteorológicas a Direcção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos renovou a previsão de “subida acentuada dos níveis hidrométricos nas bacias do Messalo, Rovuma, Montepuêz, Megaruma, Lúrio e pequenas bacias costeiras de Nampula e Cabo Delgado, podendo atingir o alerta, tendo como impactos o condicionamento das vias rodoviárias entre os distritos de Macomia – Muidumbe, Montepuêz – Mueda, Meluco – Ancuabe, Meluco – Quissanga, Ancuabe – Macomia; Mecufi – Chiúre, Chiúre Pemba e Muepane – Pemba”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!