Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Governo; Mulher que queimou parceiro; Pai que violava filha

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Governo

O Governo de Moçambique é uma vergonha de proporções astronómicas, pois, além de ter tornado a dívida do país insustentável, contraida de forma ilegal, este bando de improdutivos que finge estar preocupado com os problemas que apoquentam os moçambicanos, dirigindo por Filipe Nyusi, decidiu aumentar a dívida interna emitindo bilhetes de tesouro, sem suporte legal. Isto é, além da dívida externa os sucessivos Governos do partido Frelimo têm vindo a contrair dívida interna em evidente competição com o sector produtivo no acesso ao financiamento, colocando o país à beira do abismo.

Mulher que queimou parceiro

A violência doméstica tem vindo a ganhar terreno nos últimos tempos no país. A situação mostra que as vítimas não são apenas mulheres e crianças. Há cada vez mais homens que são atacados por suas parceiras. O caso da mulher que queimou o seu parceiro com óleo quente, na Matola, província de Maputo, é paradigmático disso. A cidadã que protagonizou tamanha barbaridade, que presentemente se encontra internada no hospital psiquiátrico, não passa de uma Xiconhoca da pior espécie, e deveria mofar numa minúscula cela pelo acto cometido.

Pai que violava filha

Há uma situação que necessita de intervenções tradicionais acontecendo no país. Quase todos os dias, somos supreendidos com acontecimentos bastantes preocupantes e, ao mesmo tempo, revoltantes. Como é o caso do indivíduo que violou sexualmente a sua própria filha, uma menor de oito anos de idade, na cidade da Beira, em Sofala. Este cidadão, que culpa o álcool pelo macabro acto que cometeu, devia ser castrado. Mas, infelizmente, a nossa Justiça continua a defender este tipo de criaturas sem nenhuma réstia de sentimento.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!