Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Electricidade de Moçambique; Televisão de Moçambique; Produtores do espectáculo de Sean Paul

Xiconhoca da semana: Mulher que trancou as filhas em casa e ateou fogo; Jorge Khalau prometeu...

Os leitores do @Verdade nomearam esta semana os seguintes Xiconhocas:

Electricidade de Moçambique: E nós que pensávamos que o tempo do partido único fosse “papo” do passado. Hoje, com todo o sistema controlado, é quase apelante que haja sabotagens aos chamados “agitadores profissionais”. Se não é a FIR a intervir da maneira mais áspera para impedir o encontro dos partidos da oposição, é a EDM a fazer das suas. O congresso do Movimento Democrático de Moçambique, que decorreu até o último sábado (08) na cidade Beira, Sofala ficou marcado pelos sucessivos cortes de energia, uma situação nunca antes vista naquele ponto do país. Tomara que isso tivesse acontecido em Pemba, num passado recente.

Televisão de Moçambique: E a pública escandalosa mais uma vez a dar o seu espectáculo. Que escândalo…! Depois de tanto publicitar com uma dose de euforia o jogo entre Barcelona e o Benfica a contar para a Liga dos Campeões, a Xiconhoca Televisão uma vez mais burlou o público. Mas pior do que isso, é o silêncio assustador da mesma, onde ninguém se desculpou, como quem diz: esta televisão é nossa. E nós cá endereçamos os nossos parabéns ao Sérgio Marcos, director do desporto da TVM, que na mesma altura em que o seu canal devia transmitir o jogo do Barcelona, esteve a narrar o mesmo jogo num outro canal televisivo, de sinal fechado.

Produtores do espectáculo de Sean Paul: A última sexta-feira (07) em Maputo foi de muita agitação, nas hostes do entretenimento. O país aguardava um dos maiores astros da música mundial, o jamaicano Sean Paul. O espectáculo tinha sido marcado para as 22h, porém, como se sabe, podia ter iniciado às 0h, o mais tardar. Mas debalde. Sean Paul só pisou o palco por volta das 04 horas de sábado, depois de a maior parte do público se ter ido embora. Razões da demora: Sean teve que resolver uns problemas pessoais que lhe fizeram atrasar o voo. E ainda assim, foi pago o mesmo chorudo valor do contrato. Parabéns. Mais artistas internacionais que venham para insultar a inteligência do povo moçambicano, que se ofusca na afluência massiva a este tipo de eventos.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!