Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Carlos Agostinho do Rosário; Jovem que estuprou e matou irmã; Basílio Monteiro

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Carlos Agostinho do Rosário

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, devia limitar-se a fazer o seu papel de corta-fitas. Porém, nos últimos dias, parece que ele se tornou num menino de recados do Presidente da República. O Primeiro-Ministro veio ao público reiterar que o país fará o pagamento das dívidas contraídas ilegalmente pelo Governo da Frelimo. Carlos Agostinho do Rosário devia parar de ser pau mandado, até porque o povo não lhe elegeu, e deixar o auto-intitulado “empregado” do povo a fazer esse trabalho que é a sua obrigação.

Jovem que estuprou e matou irmã

Há indivíduos que merecem mais do que pena capital pela tamanha atrocidade que cometem na sociedade. É o caso de um cidadão, de 31 anos de idade, que está detido na província de Gaza, há dias, acusado de abusar sexualmente a sua irmã de 29 anos e matou-a supostamente para poupá-la do sofrimento a que estava sujeito por se encontrar doente e sem o apoio da família. Esta espécie de Xiconhoca deve ser exterminado, pois o risco de voltar a cometer outra barbaridade é maior.

Basílio Monteiro

Mentir é uma prática comum no Governo de Nyusi, em particular, e da Frelimo no geral. Exemplo disso é o ministro do Interior, Jaime Basílio Monteiro, que se deslocou a Portugal para mentir sobre o desaparecimento de cidadão português há meses em Gorongosa. Naquele país, Jaime Monteiro tentou suavizar o mal-estar diplomático existente entre Moçambique e Portugal, por conta do rapto do empresário agrícola, afirmando que o mesmo havia sido sequestrado pela Renamo. Na verdade, não passou de uma posição absurda por parte do Governo moçambicano que não tem feito nada para esclarecer o caso.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!