Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Aires Aureliano?; Cidadão que assassinou ex-esposa; Filipe Nyusi

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Aires Aureliano

O comandante da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Pemba, Aires Aureliano, é um Xiconhoca até à médula. O sujeito, em claro abuso de poderes, mandou prender o jornalista Estácio Valoi quando este se encontrava a trabalhar. O jornalista foi ameaçado com arma de fogo e despojado dos seus pertences. Este tipo de atitudes é próprio de Xiconhocas, como Aureliano, que por ignorância aguda que o caracteriza, não sabe fazer a distinção das suas tarefas como comandante naquele ponto do país. Xiconhoca!

Cidadão que assassinou ex-esposa

Um cidadão cuja identidade não foi apurada assassinou a ex-esposa e colocou-se em fuga, no distrito de Mecubúri, província de Nampula. O Xiconhoca, por motivos desconhecidos, dirigiu-se à residência da vítima, onde agrediu-a fisicamente e desferiu vários e duros golpes contra a mesma. Por causa de indivíduos como este, o nosso país tem de pensar em pena capital. Aliás, este sujeito deve ser neutralizado, pois Xiconhoca desta estirpe à solta representa um verdadeiro perigo público para a população moçambicana.

Filipe Nyusi

O Presidente da República, Filipe Nyusi, é um Xiconhoca por excelência. Além de ter tido um profundo conhecimento da maior trapaça económica de todos os tempos, Nyusi foi um dos principais arquitectos dos empréstimos secretos que violaram a Constituição da República e as leis Orçamentais de 2013 e de 2014, quando era ministro da Defesa no Governo de Guebuza. Esta situação explica o porquê do Chefe de Estado estar a empurrar a dívida para que seja transformada em Dívida Pública. Que grande a Xiconhoca!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!