Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhocas da semana: Manuel Tocova; Gabriel Luís Jossene; Cecília Candrinho

Xiconhocas da semana: Lizha James; Atanásio M’Tumuke; Standard Bank

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Manuel Tocova

O presidente interino do Conselho Municipal da Cidade de Nampula, Manuel Tocova, é sem sombras de dúvidas até então o maior Xiconhoca do ano. O indivíduo, emocionado decidiu nomear novos vereadores em Nampula logo na primeira semana em que assumiu as pastas de edil interino em Nampula. Numa atitude que demonstra tamanha ignorância, o Xiconhoca chegou a dizer que não casaria uma mulher de outro partido que não fosse o Movimento Democrático de Moçambique (MDM). Enfim, deveriam internar num hospício esse sujeito antes que seja tarde.

Gabriel Luís Jossene

A Polícia da República de Moçambique (PRM) tem de testar a sanidade metal dos seus mebros antes da admissão na corporação. O caso que se sucedeu na província Gaza é um exemplo paradigmático disso. Um inspector da PRM, de nome Gabriel Luís Jossene, propositadamente decidiu confudir as suas funções de garante da segurança e da ordem públicas e combate de infracções à lei com as de magistrado, e, na sequência, mandou soltar um cidadão que estava preso em resultado do seu envolvimento num acidente de viação. Ainda bem que o Xiconhoca está preso!

Cecília Candrinho

Outra Xiconhoca, que queria se fazer passar por esperta, é Cecília Candrinho, a antiga directora-geral do Instituto para a Promoção das Exportações (IPEX). A Xiconhoca, que agora foi condenada a um ano e 10 meses de pena suspensa por crime de abuso de funções, deverá pagar ao Estado um valor de sessenta milhões de meticais, no prazo de dois anos. Achando-se de mais esperta, a Xiconhoca autorizou adjucação directa a uma empresa responsável pela promoção da Feira Agro-Pecuária, Comercial e Industrial de Maputo-FACIM, sem a fiscalização do tribunal administrativo e o acompanhamento do Ministério da Indústria e Comércio.

 

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!