Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoca da semana: Padre da Igreja Católica em Quelimane; Juiz Paulino; Proprietários dos “chapas”

Xiconhoca da semana: Mulher que trancou as filhas em casa e ateou fogo; Jorge Khalau prometeu...

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Padre da Igreja Católica em Quelimane

“Faça o que eu digo, mas não o que eu faço”. Essas palavras podem explicar a atitude de Eusébio Lino Albino, padre da Igreja Católica em Quelimane, que foi surpreendido a praticar bruxaria, na noite do último sábado (29 de Março), num cemitério familiar, no povoado de Cazivela, no bairro de Namuinho.

O padre estava na companhia de um suposto curandeiro coadjuvado por dois indivíduos. Se até um padre que, todos os domingos, nos ensina a esperar pelos milagres de Deus recorre à bruxaria, é porque a situação está mesmo muito difícil e afecta a todos.

Juiz Paulino

Não há dúvidas de que o nosso sistema de Justiça está desactualizado, pois os tribunais tornaram-se covis de juízes desprovidos de qualquer senso de justiça. Depois de cumprir 13 anos de prisão, o cidadão Timane foi solto. À volta do “caso Mandrax”, Timane teria sido, em 2003, condenado inocentemente a uma pena de 22 anos de prisão, pelo então juiz Augusto Paulino, actual Procurador- Geral da República. Com juízes dessa espécie ninguém precisa de inimigos. Xiconhoca!

Proprietários dos “chapas”

É preocupante (e também revoltante) a fixação pelo lucro por parte dos proprietários de transporte semcolectivo de passageiros, vulgo “chapa”. Marimbando-se para a população, os proprietários entregam as suas viaturas a indivíduos sem nenhuma habilitação legal para exercer a actividade de transporte público. Por causa dessa negligência crassa, assiste-se, nos últimos dias, a acidentes de viação que ceifam a vida de dezenas de moçambicanos.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!