Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoca da semana: Damião José; Nini Satar; Britalar Moçambique

Xiconhoca da semana: Mulher que trancou as filhas em casa e ateou fogo; Jorge Khalau prometeu...

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Damião José

Parece que o porta-voz do partido Frelimo, Damião José, não se cansa de insultar o já sofrido povo que, todos os dias, é obrigado a viver sob intempérie. Desta vez, não fugindo à regra, naquele seu habitual ar de um mero funcionário programado, qual um robô, para expelir fel e palha, José veio a público defender a proposta bizarra que garante uma vida de rei aos deputados, mostrando que vive num mundo distante e precisa de voltar ao país real, onde estão os problemas que afligem os moçambicanos que trabalham e pagam impostos generosos. Xiconhoca!

Nini Satar

Os nossos leitores manifestarem incredulidade em relação aos feitos reivindicados por Nini Satar no “combate” ao crime organizado. O que espanta, dizem, é a forma como um recluso trata comandantes, como se fossem seus subordinados, a precisão com que detalha cativeiros, criminosos, vítimas e até residências de criminosos. Se Nini é capaz de fazer o trabalho da Polícia, afinal porque precisamos de Khalau?

Britalar Moçambique

Por alguma carga de água, o Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM) adjudicou as obras de reabilitação da Avenida Julius Nyerere à empresa portuguesa cuja capacidade técnica e experiência são desconhecidas, como é o caso da Britalar. Na verdade, o que se sabe é que a construtora é um ninho de incompetentes que existiam no mercado nacional. Resultado: a CMCM viu-se obrigado a exigir uma nova reabilitação da via ao mesmo bando de Xiconhocas que usou asfalto inadequado.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!