Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Wall Street se recupera graças a valores da energia e da indústria

A Bolsa de Nova York terminou em alta nesta terça-feira, impulsionada pelos valores da energia e da indústria, que se beneficiaram de mais uma desvalorização do dólar: o Dow Jones subiu 0,52%, e o Nasdaq, 0,39%. O Dow Jones Industrial Average avançou 51,01 pontos, a 9.829,87 unidades, e o Nasdaq, de alto componente tecnológico, ganhou 8,26 pontos, a 2.146,30 unidades. O índice ampliado Standard & Poor’s 500, por sua vez, subiu 0,66% (7,00 pontos), a 1.071,66 unidades.

Após fazer uma pausa na segunda-feira, os índices da bolsa nova-iorquina se recuperaram nesta terça, com o Dow Jones operando mais uma vez em seu nível mais alto desde outubro de 2008. Segundo Peter Cardillo, da Avalon Partners, “a queda do dólar e a alta dos preços das matérias-primas alimentam a alta do mercado”. “É uma questão de apetite dos investidores pelo risco”, acrescentou.

O euro superou o 1,48 dólar pela primeira vez em um ano. Seguindo esta tendência, os preços do petróleo e dos metais subiram, estimulando os valores da energia e da mineração. Para Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management, a alta da bolsa ligada à queda do dólar é “um fenômeno a curto prazo”.

“Finalmente, se o dólar já não vale nada, o Dow Jones chegará aos 20.000 pontos”, estimou. O mercado obrigatório subiu. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos caiu a 3,456%, contra 3,487% na segunda-feira, e o dos títulos a 30 anos a 4,208%, contra 4,245%.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!