Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Wall Street cai puxada pelo euro

A Bolsa de Nova York fechou em baixa esta quinta-feira afetada pela queda do euro, reflexo dos temores do mercado diante das dificuldades orçamentárias dos países europeus: o Dow Jones perdeu 1,05% e o Nasdaq, 1,26%. Segundo dados definitivos do fechamento, o Dow Jones Industrial Average caiu 113,96 pontos, para 10.782,95 unidades, e o Nasdaq, composto principalmente por empresas do setor de tecnologia, perdeu 30,66 pontos, a 2.394,36.

O índice ampliado Standard & Poor’s 500 caiu, por sua vez, 1,21% (14,23 pontos), para 1.157,44 unidades. Após uma primeira parte do dia cheia de altos e baixos, o mercado de Nova York aumentou bruscamente suas perdas durante a tarde. “O catalisador foi claramente o euro”, observou Marc Pado, da Cantor Fitzgerald, que destacou que a tendência da moeda única “reflete a opinião geral do mercado sobre o futuro do plano” anunciado na noite de domingo pelos países europeus.

No fim da sessão, a moeda europeia caiu a 1,2531 dólar, e minutos mais tarde desceu para 1,2522. “As medidas de austeridade entram em vigor na Europa e seu impacto na zona do euro e a reativação da economia mundial ocupam a atenção”, observaram analistas da Charles Schwab. Após a Espanha, Portugal anunciou nesta quinta-feira um pacote de medidas para diminuir sua dívida pública, que inclui um aumento dos impostos.

O mercado foi afetado na abertura por uma redução menor que a esperada do número de novos desempregados nos Estados Unidos, que se situou em 444 mil novas solicitações de seguro-desemprego. Este número confirma “a ideia de que a reativação do mercado de trabalho está longe de ser sólida”, estimou Patrick O´Hare, do site Briefing.com.

O mercado obrigatório subiu levemente. O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos caiu para 3,564%, contra 3,567% na noite de quarta-feira, e o dos títulos de 30 anos foram para 4,461%, contra 4,473%. O rendimento das obrigações evolui no sentido oposto a seus preços.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!