Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Viúvas dos polícias agitam autoridades governamentais

Uma associação composta, maioritariamente, pelas viúvas dos membros da Polícia da República de Moçambique ameaça promover uma marcha até ao Comando Provincial daquela corporação, em Nampula, em reivindicação do chamado “subsídio de sangue” e outros apoios sociais.

Em contacto com a nossa reportagem, algumas viúvas mostraram-se agastadas por aquilo que descrevem de “falta de sensibilidade de alguns responsáveis da polícia” em prestar assistência social aos parentes daqueles que “sacrificaram a sua vida no combate à criminalidade”.

Comportando, actualmente, cerca de 400 membros, aquela agremiação agrega, além das viúvas, antigos agentes da polícia que, por vários motivos, foram demitidos da corporação.

Na semana passada, o grupo teria manifestado vontade de desfilar no Primeiro de Maio, tendo sido impedido por ordens do Director da Ordem e Segurança Pública, Almeida Candrinho, depois de um encontro que manteve com o Secretário Executivo provincial da Organização dos Trabalhadores Moçambicanos (OTM), Joaquim Raúl Mateus.

O chefe das Relações Públicas e porta-voz da polícia, Inácio Dina, confirmou o facto, tendo, no entanto, referido que, ainda, havia espaço para diálogo.

E explicou que a não autorização do desfile do grupo no domingo tinha em vista em evitar uma eventual perturbação da ordem pública. Conquanto não se vislumbrem quaisquer sinais de desmandos provocados pela associação dos ex-polícias, as autoridades governamentais e sindicais mantêm- se em alerta máximo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!