Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Violência na Jamaica bloqueia aeroporto de Kingston

A polícia e o exército da Jamaica atacaram esta segunda-feira a base de um traficante cuja extradição é pedida pelos Estados Unidos, em uma operação que deixou vítimas e em meio a uma crescente tensão ante a crise desatada na ilha caribenha. Respaldada por tropas do exército e com o apoio de helicópteros, a polícia invadiu um empobrecido bairro do oeste de Kingston onde o traficante Christopher “Dudus” Coke se mantinha alojado, um dia depois de o governo declarar estado de emergência.

“As forças de segurança entraram em Tivoli Gardens”, disse um porta-voz da polícia à AFP, sob anonimato. Moradores da região – que fugiram depois de um tiroteio entre as forças de segurança e bandidos apoiadores de Christopher “Dudus” Coke – disseram a uma emissora de rádio local que viram corpos estendidos na rua.

Coke estava escondido no bairro de Tivoli Gardens, oeste da capital, desde que o governo da Jamaica assinou a ordem para sua extradição na semana passada. Apesar de ser popular por ajudar os jamaicanos pobres de seu bairro, Coke é exigido pelos Estados Unidos pela acusação de tráfico de drogas e de armas, e pode ser condenado à prisão perpétua. Mais cedo, a polícia pediu que as pessoas permanecessem em casa e advertiu que, após os confrontos do fim de semana, “o nível de ameaça agora é grave”.

O delegado de polícia, Owen Ellington, também disse aos seus funcionários que se defendam, por medo de que Coke e seus seguidores tenham acumulado armamento na zona de barricadas. “Não hesitem em responder rapidamente e tomar decisões ativas se forem atacados por esses criminosos”, disse Ellington enquanto percorria a cidade. “Fica claro que estão empenhados em causar caos na sociedade com suas ações premeditadas, vis e frias contra a polícia”, acrescentou.

Enquanto o eco dos disparos de metralhadora eram ouvidos em toda a capital, um homem afirmou a uma rádio da Jamaica: “Precisamos de ajuda, há uma menina morta na rua. Eu não posso sair, mas uma mulher e uma menina pequena estão mortas na rua, não muito longe daqui”.

A onda de violência está a bloquear o acesso ao aeroporto de Kingston e pode se estender a outras cidades do país caribenho, informou nesta segunda-feira o departamento americano de Estado. “O acesso ao Aeroporto Internacional Norman Manley foi bloqueado de maneira intermitente por tiroteios entre criminosos e a polícia”, revelou o departamento de Estado, ao desaconselhar viagens de cidadãos americanos à região. “Existe a possibilidade de que a violência avance além da região de Kingston”.

No domingo, em meio a uma onda de ataques a delegacias por gangues ligadas a Coke, o governo decretou o estado de emergência na capital jamaicana.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!