Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vinte e cinco mil alunos estudam ao relento em Nampula

Cerca de 25 mil alunos do ensino primário, na cidade de Nampula, estudam ao relento, devido à escassez das salas de aula, segundo anunciou, terça-feira, em conferência de imprensa, Augusto Tauancha, porta-voz da 4ª Sessão da Representação do Estado.

De acordo com a mesma fonte, mais de 126 alunos estudam em salas desprovidas de carteiras, conforme consta do documento apresentado aos membros do governo da cidade.

Tauancha acrescentou que mais de 500 turmas funcionam debaixo de árvores, e cada turma possui 50 alunos a estudar em condições bastante críticas.

Para colmatar esta situação, estão a ser desenvolvidas actividades de sensibilização junto das comunidades no sentido de se apostar na construção de salas de aulas com material local.

E no capítulo de fornecimento de carteiras, aquele dirigente revelou que o governo da cidade de Nampula vai conjugar esforços com o conselho Municipal de forma a colmatar a situação.

No entanto, o nosso interlocutor duvida que esses esforços sejam concretizados com a necessária abrangência uma vez que são muitas as crianças que carecem de um ambiente de ensino com condições condignas.

Outra situação que preocupa o governo da cidade é a falta de vagas para novos ingressos nas diversas instituições de ensino secundário.

Como medida alternativa pretende-se apostar na expansão do ensino à distância, cujos centros existem já seis na cidade de Nampula, com cerca de 600 estudantes, no momento. E há perspectivas para a instalação de mais três centros no próximo ano.

Na mesma sessão foi, ainda, apreciada a situação da distribuição de água nos diversos bairros da urbe. Neste contexto, o executivo da cidade concluiu haver deficiência na sua distribuição uma vez que o processo é alternado em cada bairro, além de restrito.

Justificando este facto, a fonte disse que o sistema que o Fundo de Investimento para o Abastecimento de Água (FIPAG) em Nampula possui não tem a capacidade para o abastecimento ininterrupto de todos bairros da cidade.

‘Neste momento estamos a trabalhar no sentido de materializar o projecto de ligações daquele precioso líquido para mais de mil residentes do posto administrativo de Natikiri, arredores desta cidade’, disse.

Por outro lado, o encontro discutiu a situação da criminalidade na cidade, tendo sido reconhecida a sua intensificação nos últimos dias, sobretudo na calada da noite e em plena via pública, em que cidadãos indefesos são alvo de agressões e furtos.

Segundo o porta-voz do executivo da cidade, há garantias do sector de segurança em redobrar as actividades de vigilância, particularmente nos bairros de Natikiri e Murrapaniua, onde tais ocorrências se registam com maior frequência.

Sem avançar detalhes, Tauancha referiu que o governo debruçou-se, igualmente, sobre a situação de atendimento ao idoso no sector público, tendo feito um veemente apelo às instituições públicas no sentido de priorizarem o atendimento da pessoa de terceira idade.

Relativamente à Semana Nacional de Saúde da Criança, o governo congratulou a participação empenhada dos líderes comunitários nas actividades de mobilização da população que culminou com a sua afluência massiva aos postos de vacinação móveis e fixos, permitindo o consequente cumprimento das metas estabelecidas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!