Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

‘@Verdade EDITORIAL: Quem protege o povo?

Nunca antes o povo moçambicano esteve tão desprotegido como nos dias que ocorrem. A cada dia que passa a situação tende a deteriorar-se, ou seja, o que já era complicado, agora piorou. Presentemente, os moçambicanos vivem numa insegurança mórbida sem precedentes, e na constante incerteza de voltar a respirar no dia seguinte. Tudo porque a Polícia moçambicana, assim como as forças governamentais, tem estado a semear terror, dor e luto no seio das famílias.

No lugar de garantir a segurança dos moçambicanos, a Polícia é o principal promotor da criminalidade e execuções sumárias de cidadãos indefesos e inocentes. Um pouco por todo país são reportados casos de indivíduos barbaramente assassinados pela Polícia moçambicana. Os casos mais recentes deram-se nas cidades da Beira, Nampula e Nacala-Porto, onde alguns dos nossos compatriotas foram alvejados mortalmente.

Outra situação bastante indignante é o que se sucedeu na província central de Sofala, envolvendo as Forças de Defesa e Segurança que se encontram naquela região supostamente para garantirem a soberania do país. Por exemplo, seis pessoas, cinco moçambicanos e um natural do Bangladesh,foram mortas à tiro e os seus corpos posteriormente carbonizados na localidade de Nangué, no distrito de Cheringoma. Os indivíduos que escaparam a esse acto macabro contam que os autores foram as forças governamentais.

Este facto demonstra claramente que o principal promotor de todos os ataques armados a cidadãos moçambicanos que frequentemente são registados no centro do país e imputados aos homens da Renamo são, na verdade, perpetrados por aqueles que supostamente deveriam garantir a segurança e integridade física dos moçambicanos.

Infelizmente, o Governo, por intermédio das Forças de Defesa e Segurança, continua a matar sem dó e nem piedade os filhos desta pátria. Assassinam e reprimem o povo e fingem que lutam para o bem-estar dos moçambicanos, quando, na verdade, subjugam-nos. Por ganância e em nome de uma falsa soberania promovem a guerra e exterminam centenas de moçambicanos.

Portanto, a impressão que fica é de que as Forças de Defesa e Segurança têm mandato para exterminar os moçambicanos que todos os dias trabalham arduamente para pagar os impostos.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!