Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vem aí a feira do livro na Minerva

Começa na próxima quinta-feira, 18 de Abril, a 78ª Feira do Livro da Livraria Minerva, na cidade de Maputo. O evento que associará escritores de gerações diferentes, numa plataforma rica em termos de publicações de obras, palestras e workshops termina a quatro de Maio.

Este ano, a Feira do Livro da Minerva Central celebra 105 anos. Em Maputo, o evento já é uma tradição.

De acordo com a organização, para a edição de 2013, o momento marcante do evento será a publicação  do livro “Minerva, 100 anos”. A obra que contém textos do jornalista moçambicano, Machado da Graça, e do historiador António Sopa, é um retrato sobre o percurso da instituição ao longo de seu primeiro século de existência.

Sabe-se, porém, que a cerimónia de inauguração da feira, que terá lugar no dia 18 de Abril, a partir das 18 horas, na Livraria Minerva, contará com a participação do ministro da Cultura, Armando Artur João. Os escritores Luís Bernardo Honwana, Lília Momplé, Suleiman Cassamo, Ungulani Ba Ka Khosa, Sónia Sultuane, Barnabé Nkomo, Dércio Pedro e Márcia dos Santos (Rinkel) são outros convidados que orientaram palestras.

Está marcada para a mesma noite a inauguração de uma exposição documental composta por uma série de objectos entre os quais, fotografias, recortes de anúncios de jornais, máquinas de escrever e livros raros. A mostra será protagonizada por Ana Antunes e Rita Couto.

Uma semana antes do fim da feira, no dia 26 de Abril, será promovido um debate acerca da relação da Livraria Minerva com os seus públicos. Personalidades ligadas ao mundo das actividades culturais e o outros públicos serão os actores da discussão.

Estão contempladas diferentes actividades, para envolver outro tipo de públicos, sobretudo o infantil. A caça ao tesouro na fortaleza de Maputo – que é uma actividade para a petizes que será realizada com a participação de animadores culturais – é um exemplo da programação para a infância.

Haverá ainda sessões de recital de poesia, saraus culturais, no dia internacional do livro. Potenciais escritores terão um momento especial – um concurso literário.

O célebre escritor moçambicano, Luís Bernardo Honwana, autor da obra Nós Matamos o Cão Tinhoso, será o homenageado deste ano.

Instituições culturais como a Universidade Eduardo Mondlane, a Associação dos Escritores Moçambicanos, o Projecto Formiga Juju, o Projecto Ler para Crescer, a Plural Editores Moçambique, o Instituto Cultural Moçambique-Alemanha, através dos Poetas d’Alma são os convidados especiais que, na feira, terão protagonismo. No entanto, a título individual, está prevista a participação de mais de 20 escritores moçambicanos.

Ana Antunes, Rita Couto, Rita Moreira e Tavares Cebola sob coordenação de Vitor Gonçalves são as pessoas que organizam a  edição 78 da feira da Minerva.

Fundada em 1908, a Livraria Minerva é a mais antiga do país, uma das três mais antigas de África. Com cerca de mil títulos em área diferentes, em Moçambique a Minerva é uma das maiores fontes do saber em termos de bibliografia.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!