Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vaticano proíbe que cinzas de cremados sejam espalhadas ou guardadas em casa

A Igreja Católica proibiu hoje que os fiéis espalhem as cinzas de mortos cremados ou que conservem nas suas próprias casas, segundo um novo documento aprovado pelo papa Francisco.

A Congregação para a Doutrina da Fé redigiu um novo texto com o nome “Instrução Ad resurgendum cum Christo”, atualizando o anterior, de 1963, perante novas práticas de sepultamento e de cremação consideradas em “desacordo com a fé da Igreja”.

No documento, divulgado nesta terça-feira, explica-se que, embora a Igreja Católica continue a preferir o sepultamento dos mortos, a cremação é aceite. Porém, os fiéis estão proibidos de espalhar as cinzas e, inclusive, o funeral pode ser negado caso isso seja decidido.

“Para evitar qualquer tipo de equívoco panteísta, naturalista ou niilista, não será permitida a dispersão das cinzas no ar, na terra ou na água ou, ainda, em qualquer outro lugar. Exclui-se ainda a conservação das cinzas cremadas sob a forma de recordação comemorativa em peças de joalharia ou em outros objetos”, orienta o texto divulgado hoje e aprovado pelo pontífice.

O consultor da Congregação para a Doutrina da Fé, Ángel Rodrígez Luño, explicou que a conservação das cinzas em casa só pode ser permitida em casos de “graves e excepcionais circunstâncias”, em que uma pessoa faça esse pedido por “piedade ou proximidade”.

Para a Igreja Católica, a conservação das cinzas em cemitérios ou em outros locais “favorece a memória e a oração pelos defuntos da parte dos seus familiares e de toda a comunidade cristã”.

“Por outro lado, deste modo, evita-se a possibilidade de esquecimento ou falta de respeito que podem acontecer, sobretudo depois de passar a primeira geração, ou então cair em práticas inconvenientes ou supersticiosas”, afirma o texto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!