Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Unicef diz que mais de 300 mil pessoas foram desalojadas por enchentes no Malawi

Mais de 300 mil pessoas foram desalojadas pelas enchentes no Malawi quase o dobro do estimado anteriormente, afirmou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) nesta quinta-feira.

Enchentes provocadas por semanas de fortes chuvas mataram 276 pessoas, deixaram outras 600 feridas e têm afetado mais de 1 milhão de habitantes, de acordo com os dados mais recentes divulgados pela unidade de Coordenação e Avaliação de Desastres da ONU (Undac).

“Com esses novos números… precisamos fazer um balanço de nossa resposta para garantir que todas as famílias e crianças tenham acesso aos serviços e suprimentos de emergência”, disse o representante do Unicef no Malawi, Mahimbo Mdoe.

“Estamos a monitorar cuidadosamente como as crianças desalojadas estão passando, pois sabemos como depois de um mês em acampamentos lotados as doenças se proliferam e pode ocorrer uma crescente desnutrição”, acrescentou ele.

O Unicef afirmou que sua equipe está em alerta máximo para doenças transmitidas pela água, tais como cólera, disenteria e malária, e que os acampamentos para os desalojados estão proporcionando serviços essenciais de saúde a cerca de 56 mil mulheres e crianças.

Chuvas fortes começaram no Malawi no início deste mês, levando os rios a transbordar e gerando enchentes repentinas. O Malawi é um dos países mais pobres e densamente povoados do mundo, e cerca de 85 por cento de seus 17,5 milhões de habitantes vivem em áreas rurais.

A chuva continua a cair nas áreas alagadas, impedindo que muitos dos deslocados retornem para suas casas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!