Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Uma pessoa morre em Muecate após consumir cogumelo

Uma pessoa morreu e outras seis foram internadas, hás dias, no povoado de Cavula, no distrito de Muecate, província de Nampula, em consequência de uma intoxicação após consumirem um cogumelo supostamente venenoso, por conta da fome que assola aquela região.

As vítimas, das quais uma perdeu a vida na residência, são da mesma família e, para além de vómitos e diarreia, manifestaram sinais estranhos que levaram alguns vizinhos a encaminhar os sobreviventes para o Hospital Distrital de Meucate. O cogumelo foi colhido numa mata local.

A directora distrital de saúde em Meucate, que se identificou por Zaina, confirmou a ocorrência e disse que os doentes estão fora de perigo, tendo regressado ao convívio familiar.

Informações postas a circular davam conta de que o envenenamento devia-se ao consumo de peixe fora do prazo. O produto foi retirado do armazém da empresa África Comercial, na cidade de Nampula, pela Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE), e incinerado numa mata daquela parcela do país.

Confrontada com esta informação, Zaina disse que a vítima mortal e as pessoas internadas apresentavam vómitos e diarreias agudas. As análises laboratoriais confirmaram que elas consumiram um cogumelo venenoso.

A fome, aliada ao elevado custo de vida em Muecate, faz com que várias famílias recorreram a cogumelos e outros produtos não apropriados.

Hélio Rareque, delegado do INAE em Nampula, disse ao @Verdade que recentemente foram incineradas, numa mata, 16 toneladas de peixe fora do prazo. Apesar de uma forte presença policial, a população invadiu o local e apoderou-se de algumas quantidades.

O nosso interlocutor considerou que a intoxicação não pode estar relacionada com o consumo do peixe em causa, porque o sítio onde o produto foi destruído é muito distante do povoado onde houve envenenamento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!